Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

A importância do SUS para a saúde dos policiais civis
Defender o SUS é defender vida

Por Imprensa (segunda-feira, 1/06/2020)
Atualizado em 1 de junho de 2020

O Sistema Único de Saúde (SUS) é o único de saúde pública do mundo que atende mais de 190 milhões de pessoas. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Ricardo Nazário, destaca a importância dos policiais civis defenderem o SUS. A maioria da categoria não tem plano de saúde e depende exclusivamente do SUS para tratamento médico.

Muitos policiais civis e seus familiares buscam no sistema de saúde pública o atendimento, principalmente, nessa pandemia do novo coronavírus. “É importante despertar o olhar para o SUS. Os policiais civis devem apoiar o SUS para proteger sua família e a população”.

O SUS foi criado pela Constituição Federal Brasileira de 1988, que determinou ser dever do Estado garantir saúde a toda a população brasileira. Em 1990, o Congresso Nacional aprovou a Lei Orgânica da Saúde, que detalhou o funcionamento do sistema. O SUS tem como princípios a universalidade, integralidade, equidade, participação social e a descentralização.

*Por que defender o SUS? *
O SUS garante acesso integral, universal e igualitário à população brasileira, do simples atendimento ambulatorial aos transplantes de órgãos. É de responsabilidade do SUS todas as ações da Vigilância Sanitária, como o controle de qualidade da água potável, a fiscalização de alimentos no comércio e de espaços públicos como aeroportos e rodoviárias.

O SUS realiza as campanhas, como de vacinação, doação de sangue e leite materno que acontecem o ano todo. Faz prevenção, controle e tratamento de doenças crônicas por meio das equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF), além do tratamento oncológico (de câncer) em diversos níveis.

O SUS também determina as regras de vendas de medicamentos genéricos e procedimentos médicos. Internacionalmente, o SUS é exemplo de excelência na assistência e tratamento de pessoas com Aids/HIV.

O SUS contempla o fornecimento de medicamentos, realização de transplantes, equipes de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde para população, como os índios, ribeirinhos, família rural, além dos hospitais públicos ou conveniados, projetos de combate ao sedentarismo.

O Programa Farmácia Popular, do SUS, oferece acesso aos medicamentos considerados essenciais e gratuitos para hipertensão (pressão alta), diabetes e asma, Aids e Alzheimer, além de medicamentos com até 90% de desconto indicados para dislipidemia (colesterol alto), rinite, Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de anticoncepcionais.

O Sindpol solicita a participação dos policiais civis na luta em defesa do SUS, por mais recursos financeiros, pela revogação da Emenda Constitucional 95, que subtraiu recursos da saúde pública, e pela participação da sociedade nos debates em defesa do SUS.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS