Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

ALE aprova, em primeira discussão, novo empréstimo para o Executivo

Por Imprensa (quarta-feira, 12/06/2013)
Atualizado em 12 de junho de 2013

O plenário da Assembleia Legislativa aprovou em primeira discussão nesta terça-feira, 11, o projeto de lei de origem governamental que tem por objetivo autorizar o Executivo a contrair empréstimo no valor de aproximadamente R$ 611 milhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) para investimentos por meio de linha de crédito Proinveste.

A matéria foi aprovada contra os votos dos deputados que compõem a bancada do PT – Judson Cabral, Marquinhos Madeira e Ronaldo Medeiros – e dos deputados Olavo Calheiros e Flávia Cavalcante (ambos do PMDB).
Polêmico desde a apreciação do parecer, o debate sobre o projeto de lei dominou a sessão. O primeiro a se posicionar contrário a aprovação da matéria foi o deputado Judson Cabral.

Para ele, a contratação de novo empréstimo por parte do governo vai aumentar o endividamento do Estado. “De acordo com o projeto, os recursos gerados nessa nova operação de crédito serão para pagar empréstimos anteriores. Mas o governador e sua assessoria não mandam para os deputados a listagem dos empréstimos que serão pagos, qual o impacto e quais as vantagens que trarão para Estado de Alagoas”, observa o petista, acrescentando que a dívida alagoana aumentou durante a atual gestão.
“Quando o governador Teotonio Vilela assumiu o Estado a dívida estava em torno de R$ 6,8 bilhões. Na Lei de Diretrizes Orçamentárias ela está projetada para 2014 em torno de R$ 9 bilhões”, informa Cabral.

Defendendo a matéria, o deputado Gilvan Barros (PSDB) discordou dos oposicionistas no tocante a aplicação dos empréstimos, lembrando que antes do atual governo, Alagoas não tinha credibilidade perante a Nação. “Alagoas hoje pode celebrar convênios e empréstimos com organismos internacionais, o que não ocorria antes, porque o Estado não cumpria com sua contrapartida, não tinha condições de operar. Isso é um trabalho que demandou esforço”, ressaltou o parlamentar. “Temos que apoiar esse projeto que será benéfico para o nosso Estado”, completou Barros.

Os deputados Jota Cavalcante (PDT), Olavo Calheiros (PMDB), Joãozinho Pereira (PSDB) e Ronaldo Medeiros (PT) também contribuíram com o debate.

Fonte: Ascom ALE

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS