Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Ato público marca um mês de greve dos policiais civis

Por Imprensa (quinta-feira, 26/05/2011)
Atualizado em 26 de maio de 2011

 A greve dos policiais civis completou um mês nesta quinta-feira (26). A categoria participou de ato público em frente à Central de Polícia.

A manifestação serviu para fortalecer o movimento paredista. No local, diretores do Sindpol esclareciam a população sobre a greve e pediam para as pessoas que voltassem após o fim do movimento. Na maioria dos casos, o sindicato orientava a Delegacia Interativa.


No protesto, as pessoas demonstravam solidariedade à greve da Polícia Civil. O sindicato também distribuiu adesivos “Nunca se matou tanto”, que denunciam o número de 8.198 assassinatos em quatro anos. Por trás desse número de homicídios, uma estrutura falida da segurança pública mancha o Estado. Nesse cenário de descaso, registra-se a superlotação de presos no interior, o colete à prova de bala e as munições fora da validade, e os policiais civis recebendo um dos piores salários do Brasil.


Para a imprensa, o vice-presidente do Sindpol, Josimar Melo, explicou que o andamento de inquéritos policiais está prejudicado, embora os delegados não tenham aderido ao movimento grevista.



O sindicato também denunciou as portarias publicadas no Diário Oficial, que punem grevistas – 1122/2011-GD, DOE 27.04.11; 1131/2011-GD, DOE 29.04.11; 1693/2011 – GD,DOE 23/05/2011; 1694/2011 – GD, DOE 23/05/2011; 1525/2010-GD, DOE 28.05.10, 3353/2007-GD, DOE 10.09.07 e 3354/2007-GD, DOE 10.09.07. “Apesar da intransigência e da perseguição do governo do Estado, a greve continua firme contando com adesão da categoria”, informa o vice-presidente do Sindpol.


Os policiais civis deflagraram greve desde o dia 26 de abril depois que o Governo do Estado recusou a conceder piso salarial de 60% da remuneração dos delegados de polícia.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS