Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Balestreri condenou a escala de expediente e a Central de Polícia

Por Imprensa (sábado, 15/05/2010)
Atualizado em 15 de maio de 2010

O Sindpol entregou a Proposta de Otimização da Segurança Pública, o relatório do caos da segurança pública e a pauta de reivindicações dos policiais civis ao secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Ricardo Balestreri, durante a assinatura do termo de cooperação para a execução do Plano Integrado de Promoção ao Direito Humano à Segurança – Maceió Mais Segura, realizada na manhã da última sexta-feira (14), na Associação Comercial.



O vice-presidente do Sindpol, Josimar Melo, solicitou que Balestreri fizesse intervenção junto ao Governo de Alagoas devido ao Secretário de Defesa Social está em desacordo com a política da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Melo citou, como exemplo, a descentralização do trabalho da polícia, uma proposta bem diferente da criação da Central de Polícia em Maceió, que centraliza todos os trabalhos em Maceió em um único lugar.


 


Balestreri também condenou o horário de expediente nas delegacias de 8 as 12 horas e 14 as 18 horas. Ele destacou que o policial tem que trabalhar no regime de plantão.



Balestreri e o secretário Municipal de Direitos Humanos, Segurança Comunitária e Cidadania, Pedro Montenegro, destacaram que essa política de segurança pública, adotada em Alagoas, está errada. O secretário Nacional informou ao Josimar Melo e ao 2° vice-presidente, Edeilto Gomes, que irá tomar conhecimento dos problemas enfrentados pela categoria de Alagoas através do documento do sindicato. Balestreri adiantou que a Senasp não tem autonomia política para interferir na política estadual de segurança pública, mas que ele irá tentar convencer o governador a modificar essas medidas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS