Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Cobrapol condena portaria que restringe uso de armas de fogo por policiais

Por Imprensa (quinta-feira, 10/02/2011)
Atualizado em 10 de fevereiro de 2011

A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) estuda junto a sua assessoria jurídica uma ação para barrar a Portaria Interministerial n° 4.226, que estabelece diretrizes sobre o uso de armas de fogo pelos agentes de Segurança Pública.


Para o presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra, a decisão do governo de restringir o uso de armas de fogo durante ações policiais não condiz com a realidade brasileira. “Não é dessa forma que se deve enfrentar uma questão tão séria como a elevação dos níveis de insegurança no país. É preciso antes de tudo responsabilidade com a população e com a categoria profissional que atua na área”, declarou Gandra.
 
A Cobrapol também encaminhará um ofício ao Ministério da Justiça e a Secretaria Especial de Direitos Humanos, que editaram a Portaria, cobrando a revogação da Portaria por considerar que a medida não traz melhorias para a segurança pública, ao contrário, traz um grande prejuízo à sociedade que terá nas ruas policiais inseguros quanto às ações que devem adotar no exercício da profissão. “A própria portaria reconhece a necessidade de orientação e padronização dos procedimentos de atuação dos agentes de segurança pública. Ora, isso não significa proibir o policial de usar armas de fogos, mas treinar adequadamente o efetivo policial para as mais diversas situações”, conclui Gandra.


Por Giselle do Valle
Fonte: Imprensa Cobrapol

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS