Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Cobrapol e sindicatos realizarão protesto em Brasília

Por Imprensa (segunda-feira, 1/04/2013)
Atualizado em 1 de abril de 2013

Os policiais civis de todo o país devem participar nesta terça-feira, dia 2 de abril, de uma manifestação no Congresso Nacional para alertar os parlamentares e líderes sobre manobra do Governo, por meio do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), para aprovar texto da Lei Geral que não atende aos anseios da categoria e provoca o sucateamento da Polícia Civil, além disso, não fortalece as polícias e não desenvolve a segurança pública.

O ato foi aprovado pelo Conselho Nacional de Entidades da COBRAPOL, que se reuniu em Brasília no dia 27 de março, contando com a presença do presidente do Sindpol, Josimar Melo, e do dirigente do sindicato Carlos Bispo.

A Confederação aguarda a chegada de caravanas de policiais de todas as regiões para a Capital Federal. A atividade deve preparar outras mobilizações na construção de uma greve geral da Polícia Civil, caso o Governo mantenha a posição de aprovar um texto da Lei Geral que não é benéfico a todas as classes que compõem a Polícia Judiciária.

A redação, que altera de maneira autoritária e elitista o texto do Projeto de Lei (PL) 1949/2007 (Lei Geral), tramita no Congresso Nacional e foi apresentada pela a SENASP aos representantes da COBRAPOL e do Conselho Nacional de Entidades da Confederação em reunião realizada, no dia 27, na sede da Secretaria. Após analisar o seu conteúdo, os sindicalistas concluíram que a matéria, além de não avançar em questões importantes, ainda representa um retrocesso em relação às leis estaduais existentes e que tratam da Polícia Civil.

O relator do PL 1949/2007 na Câmara, deputado João Campos (PSDB-GO), informou aos membros do Conselho de Entidades da COBRAPOL que ainda não tem conhecimento do texto proposto pelo MJ e que deve se reunir com o ministério na segunda-feira, dia 1º de abril.

A COBRAPOL e suas entidades filiadas convocam todos os policiais civis para participar da manifestação nesta terça-feira (2 de abril) e demais atividades que serão organizadas para combater mais esse ataque aos direitos da categoria e aos anseios da população brasileira, “pois a valorização do policial combinada a uma política nacional de segurança pública irá beneficiar diretamente todos os brasileiros que clamam por justiça e segurança nas ruas do nosso país”, esclarece o presidente da COBRAPOL, Jânio Bosco Gandra.

Por Giselle do Valle – Imprensa COBRAPOL

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS