Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

CUT orienta usuários de ônibus a não pagar nova tarifa

Por Imprensa (quarta-feira, 29/02/2012)
Atualizado em 29 de fevereiro de 2012

Representantes de entidades ligadas a Central Única dos Trabalhadores (CUT-AL) estão orientando a população a pagar somente R$ 2,10 pela passagem dos ônibus urbanos nesta quarta-feira, 29, como forma de protesto contra o aumento da tarifa, reajustada para R$ 2,30 no domingo passado, em uma decisão monocrática do desembargador Washington Luis.

Segundo Izac Jacson, presidente da CUT, o pagamento da tarifa antiga faz parte do protesto que as entidades pretendem realizar amanhã, quando os manifestantes irão se reunir, a partir das 9h, na Praça Deodoro, em ato público contra o aumento da passagem.

“Se o cobrador não aceitar receber os R$ 2, 10, que o usuário do transporte coletivo desça pela porta traseira. Os empresários têm que ter consciência que a sociedade está indignada com esse aumento. Caso a liminar seja derrubada, quem irá devolver esse dinheiro que está sendo pago a mais pelo usuário?”, questionou Izac.

O presidente explicou que nesta quarta-feira será realizado um ato público em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) e que, na ocasião, um Mandado de Segurança solicitando a cassação da liminar – até a realização do processo licitatório para o transporte coletivo na capital – será protocolado na sede do Poder Judiciário.

“Maceió tem a terceira passagem mais cara do Nordeste. Considerando que não temos terminal de integração, temos a passagem mais cara do País”, frisou, lembrando que na quinta-feira, dia 1º, os movimentos sociais iniciam uma vigília, a princípio por tempo indeterminado, em frente ao prédio do TJ.

As decisões acerca do dia de mobilização foram tomadas na manhã desta terça-feira, 28, durante uma reunião na sede da CUT, com a participação de sindicatos, associações de bairros, movimento estudantil e outros representantes da sociedade civil organizada.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS