Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Delegado Geral ataca direito de manifestação dos policiais

Por Imprensa (terça-feira, 15/06/2010)
Atualizado em 15 de junho de 2010

Inconformado com as manifestações dos policiais civis, o Delegado Geral de Polícia de forma ditatorial e antidemocrática, ataca o direito à livre manifestação, à reivindicação e à organização dos trabalhadores policiais civis de Alagoas.


 


O Delegado Geral abriu processo administrativo contra os diretores do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) por conta dos atos públicos, realizados na Central de Polícia de Maceió, que vem sendo convocados pela Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol).


 


“O Delegado Geral quer proibir os policiais de manifestarem suas reivindicações. Esta medida é comparada ao método usado pela ditadura militar na qual os trabalhadores não podiam se reunir para manifestação nem reivindicar salário e condições de trabalho. Não podemos admitir este tipo de intervenção na luta dos trabalhadores policiais civis. E não aceitaremos a volta da ditadura militar”, disse o diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias.


 


Os policiais civis de Alagoas estão participando da mobilização nacional com a realização de atos públicos, em frente à Central de Polícia, pela aprovação da Emenda Aglutinativa Global 01/2010 (PEC 446/2009 e PEC 300/2008), que trata da implantação do piso nacional para os policiais Civis, Militares e do Corpo de Bombeiros.


 


O diretor Financeiro do Sindpol destaca que a luta é pela melhoria na motivação e na qualidade de vida dos policiais civis, o que resultará em melhor atendimento à população. “A nossa luta é coletiva e beneficiária os policiais civis, a população e a instituição policial”, disse, destacando que a escolha do local é mais um protesto contra a política deficiente de segurança pública do Estado. “A criação da Central de Polícia somente prejudicou a população que tem que se deslocar de sua localidade para uma área distante da maioria dos bairros de Maceió”. O sindicato defende que os distritos policiais funcionem 24 horas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS