Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Delegado geral se compromete apoiar PCCS

Por Imprensa (quinta-feira, 28/06/2012)
Atualizado em 28 de junho de 2012

A diretoria do Sindpol foi recebida pelo novo Delegado Geral, Paulo Cerqueiro, na terça-feira (26), para tratar das questões referentes aos policiais civis.

Ao assumir, o delegado revelou que fez questão de ouvir as entidades representativas da categoria. Ele destacou que os policiais e escrivães serão ouvidos pela nova direção.

Josimar Melo deixou claro que para o Sindpol não importava quem estava à frente da Delegacia Geral, o que importava era a vontade política do governo.

O Delegado Sindical Carlos Jorge da Rocha acrescentou que o delegado geral precisa ter um perfil de parceiro. Cerqueira disse ter uma visão de uma polícia única, e de unir a categoria.

PCCS

O Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) foi um dos assuntos discutidos. O presidente do Sindpol adiantou que o entrave do PCCS é o reposicionamento (reenquadramento). “Fizemos a nossa proposta para o governo de Alagoas com a garantia do direito adquirido e do princípio da equivalência”. Isso significa que o policial civil da Classe A será enquadrado na Classe B, Nível 1; da Classe B será enquadrado na Classe D, Nível 2; da Classe C será enquadrado na Classe F, Nível 3; e o da Classe D será enquadrado na Classe H, Nível 4.

No entanto, o governo apresentou o reposicionamento apenas da Classe D, deixando de fora as outras classes.

Motivação

O sindicalista também destacou que os policiais civis não possuem motivação para executar o seu trabalho, por conta das precárias condições de trabalho, do péssimo salário e dos poderes que tratam a categoria com discriminação e punição.  Ele revelou que o Ministério Público, a Justiça, o Conselho de Segurança Pública e a Corregedoria de Polícia atuam mais para punir os policiais civis.

O presidente do Sindpol também ressaltou que o Plano de Segurança dos governos estadual e federal não contemplava a valorização do policial. Ele citou como exemplo, o policial da Força Nacional que ganha diária de R$ 300,00, o que totaliza R$ 9 mil por mês.

Reformas

O Delegado Geral informou que o governo acenou com uma verba mensal para concluir as reformas das delegacias que tiveram as obras abandonadas, como o 3º DP e o 7º DP.

Ele disse que o governo vai abrir processo licitatório para contratação de novas empresas que irão dar continuidade às reformas das delegacias.

Central

Paulo Cerqueira se manifestou contrário à existência da Central de Polícia, mas ressaltou a carência de efetivo para justificar a permanência da Central.

Alimentação

O Sindpol informou que o Estado não está o cumprimento do Decreto 4.180/2009, que prevê uma alimentação para o regime de plantão de 12 horas; duas refeições para o plantão de 24 horas e de três refeições para 72 horas.

Josimar Melo sugeriu o cartão de alimentação que é disponibilizado para os servidores da Perícia Oficial. O delegado foi de acordo com a proposta.

Além de diretores do Sindpol, também participaram os representantes da Associação dos Escrivães de Polícia.

 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS