Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Em paralisação, PCs doam sangue pela valorização e aposentadoria especial

Por Imprensa (quinta-feira, 20/02/2020)
Atualizado em 20 de fevereiro de 2020

Os policiais civis das cidades do Agreste realizaram grande ato de doação de sangue no Hemocentro de Alagoas – Unidade Arapiraca, na quarta-feira (19).

A doação de sangue faz parte da paralisação pela valorização salarial e da mobilização nacional da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais (Cobrapol), em todo o Brasil, pela aprovação de emendas à PEC 133/2019, a PEC Paralela, da reforma da Previdência, que garante a paridade e integralidade, bem como o tratamento isonômico aos militares.

O 1º Secretário do Sindpol, Bartolomeu Rodrigues, ressalta que a atividade de doação de sangue foi sintonizada com o ato nacional da Cobrapol em defesa da aposentadoria especial. “Houve receptividade dos arapiraquenses e adesão em massa dos policiais civis do Agreste. Graças à ação, o Hemoal aumentou a reserva de sangue durante as festas carnavalescas”.

Tratamento isonômico

Na aposentadoria, a Cobrapol faz intervenção pela isonomia com os militares, no que tange a pensão por morte, integralidade e paridade.

A atual reforma da Previdência fez mudança constitucional que promoveu uma verdadeira discriminação com os policiais civis e outras categorias da segurança pública nacional, enquanto deu um tratamento diferenciado aos policiais militares.

Os policiais civis de Alagoas deflagraram paralisação pela valorização através do aumento do piso salarial pela média nacional. A categoria recebe o pior piso salarial da segurança pública com nível superior e é o quarto pior salário do Brasil.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS