Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Estudantes participam de marcha contra as drogas

Por Imprensa (segunda-feira, 26/04/2010)
Atualizado em 26 de abril de 2010

Foi realizado na tarde do dia 22 de abril, no Centro de Maceió a Marcha da Juventude Contra as Drogas, que contou com a presença de cerca de 60 pessoas. Participaram do Ato, representantes da Juventude do PT, da Juventude Revolução (JR), da Umese (entidade secundarista de Maceió), do Movimento Hip-Hop, estudantes da UFAL e uma delegação de estudantes da escola Salete de Gusmão. A CUT e o movimento sindical, que apoiaram o evento, mandaram representantes.


Na concentração apresentações de Break e confecções de cartazes contra as drogas. Na caminhada, panfletagem e falações denunciando a greve situação vivida pela juventude de Maceió, que sem acesso à escola, emprego, cultura e lazer, vive exposta às drogas.


Para Gildeon Santos, Coordenador da JR e do movimento hip-hop, a Marcha foi um “pontapé inicial. Alagoas tornou-se o estado mais violento do Brasil, onde somente no ano passado foram mais de 2000 assassinatos, a maior parte jovem de periferia abandonados pelo poder público. Enquanto o governo sucateia os serviços públicos, a juventude está sendo destruída pelas drogas. Levantamos a bandeira de luta onde acreditamos que os jovens não precisam de drogas e sim de emprego, educação e saúde”.


Luclécio da Silva, da comissão pró-grêmio da escola Salete de Gusmão, explicou como foi preparada a Marcha: “Tivemos palestras e debates sobre as drogas, assim despertamos para o combate aos entorpecentes. Vemos sempre usuários em frente a nossa escola, que chegam até a roubar alunos e professores para manter o vício. Queremos mudar essa realidade”.


Fonte: CUT

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS