Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Farmácia do Estado está sem medicamento de hormônio para crianças

Por Imprensa (quinta-feira, 5/02/2015)
Atualizado em 5 de fevereiro de 2015

Mais de uma centena de crianças estão sem receber o medicamento de hormônio Leuprorrelina 3.75 da Farmácia de Alagoas desde dezembro de 2014. A denúncia é do policial civil Antônio Zacarias de Oliveira que precisa do medicamento para sua filha. “Sem o medicamento, ela terá prejuízo em seu desenvolvimento físico, afetando assim o seu psicológico”, alerta.

De acordo com as informações da Farmácia estadual, está faltando a medicação e não tem previsão para chegada. “O fato é que uma centena de crianças está sendo prejudicada pelo simples fato de o Governo de Alagoas não ter dado a prioridade constitucional, ou seja, não ter cumprido a Constituição que assegura a saúde pública como um dever do Estado e direito de todos os cidadãos, inclusive, os menos favorecidos, como as crianças de Alagoas”.

Ele está procurando o Juizado Especial da Infância e Juventude, o Ministério Público Estadual e o Conselho Tutelar das Crianças para que esses órgãos tomem as devidas providências, evitando que as crianças fiquem desassistidas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS