Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

I Encontro fortalece integração das mulheres policiais civis

Por Imprensa (segunda-feira, 9/03/2015)
Atualizado em 9 de março de 2015

iencontromulherO Sindpol realizou o I Encontro da Mulher Policial em Alagoas, na última sexta-feira (06), que fortaleceu a integração da categoria. O evento foi importante para tirar dúvidas sobre direitos e conquistas e reafirmar a luta dos policiais civis.

A organizadora do evento, a 3ª Secretária do Sindpol, Arlete Bezerra Correia, destacou que o sindicato se antecipou a toda a segurança pública na homenagem às mulheres, promovendo esclarecimentos às policiais e definindo o rumo da mobilização da categoria. O evento também foi comemorativa pela passagem do Dia Internacional das Mulheres.  “A princípio, o que era um simples almoço se transformou em um evento de cunho estadual (a passagem do Dia Internacional da Mulher era comemorada com realização de reunião e almoço à categoria pelo Sindpol) com participação de policiais civis de Maceió e das cidades do interior, como União dos Palmares, Murici, Flexeiras, Matriz de Camaragibe, Traipu, União dos Palmares.

O I Encontro se iniciou com a realização da palestra motivacional da policial civil e psicóloga Conceição Honorato, que fez dinâmicas de apresentação envolvendo as participantes com informações sobre curiosidades das mulheres e apresentou histórias de superação.

A psicóloga destacou os adoecimentos que os profissionais estão submetidos por conta da tensão da profissão, que é uma das mais estressante do mundo. Destacou que a grande essência do trabalho é o policial e a policial civil.

Ressaltou a importância do Grupo Sindpol Vida Saudável que conta com a orientação de dois educadores físicos e reúne sindicalizados e seus familiares todas as segundas- quartas e sextas-feiras, na Praia da Ponta Verde, às 20 horas, para caminhada e corrida, além dos exercícios de alongamentos. “O foco do Grupo Sindpol Vida Saudável é a promoção da saúde e do bem-estar da categoria”, lembrou.

Aposentadoria especial

O Delegado Sindpol e dirigente da Cobrapol, Carlos Jorge da Rocha, destacou a vitória das mulheres com a aposentadoria especial. Explicou que fez o projeto junto à Cobrapol com 25 anos de tempo de contribuição, sendo, no mínimo, 15 anos de contribuição na profissão policial.

Informou que a alteração, na Lei Complementar 51/1985 com a sanção da presidente Dilma da Lei Complementar 144/2014, modificou a Lei Complementar 51/1985, beneficiando as mulheres e homens. Também ficou garantida a integralidade salarial, ou seja, o policial tem o direito a receber proventos de acordo com a última remuneração de seu cargo.

PCCS

O 2º vice-presidente do Sindpol, Carlos José, fez esclarecimentos sobre a progressão do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios – Lei 7.602/2014. Informou que o processo para progressão dura entre cinco a oito meses. Explicou que os primeiros processos foram mais rápido no final do Governo Téo Vilela devido à intervenção política do Sindpol, o qual precisava da efetivação do Plano para garantir o direito.

Academia

Informou que as horas da Academia é um pré-requisito para o curso de formação, e o policial ingressar na Polícia Civil. Para quem utilizou as horas da Academia, orientou que o policial deverá localizar o processo e acrescentar novos documentos, não podendo substitui-los.

Informou que o Sindpol exigiu a ordem cronológica. Ele explicou que há uma Comissão Especial e outra Comissão Permanente da Seplag que faz a progressão de todos os servidores públicos do Estado.

Disse que o policial poderá requerer a progressão a qualquer tempo. Não tem prazo para isso. O direito não prescreve. Para os novatos, o sindicato está procurando as medidas legais visando a isonomia com os antigos.

Carlos José informou que ele o Delegado Sindical Charles Alcantâra, que fazem parte da Comissão Especial, estão todos os dias, pela manhã, na sede do Sindpol, e os policiais poderão tirar dúvida no local.

O Delegado Sindical Charles Alcântara também tirou duvidas das policiais civis quanto à progressão do PCCS.

Conquista

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, ressaltou que a luta pela implantação do PCCS começou há mais de seis anos. “Esse plano não foi gestado pelo Sindpol. A nossa proposta inicial, que foi aprovada pela categoria em assembleia geral, sofreu doze versões. Mas mesmo assim, conseguirmos avanços. O governo tentou colocar avaliação de desempenho, retirar os aposentados e retirar direitos. E conseguimos superar todos esses obstáculos. Fizemos uma estratégia e conseguimos o máximo de policiais para progredir no Governo Téo e efetivar o Plano”, disse.

 Ações judiciais

O vice-presidente do Sindpol, Edeilto Gomes, informou sobre as ações judiciais que serão pagas em precatório, a exemplo da ação judicial do pagamento das diferenças da ação de equiparação dos 40% (Especial e Operacional) e ação judicial da URV (Unidade Real de Valor) que está para pagamento em precatório. Ele disse que os aposentados e pensionistas deverão entregar uma cópia do contracheque e contato telefônico na sede do Sindpol para atualização de dados.

No encontro, as policiais civis receberam kit do encontro com pasta, blocos de notas, canetas personalizadas e camisetas. Ao final, as participantes foram para uma confraternização de almoço.

Depoimentos

A realização do I Encontro da Mulher Policial Civil recebeu elogios os participantes. “O Sindpol está se superando. Está conseguindo trazer as colegas a se reunir e debater os problemas da Polícia Civil e tirar nossas dúvidas, revelou a policial Izabel Almeida.

Para a policial Aidil Rocha, o evento foi muito interessante e esclarecedor. “As palestras, o encontro com as nossas colegas, e os esclarecimentos foram muito importante. Acredito nesse sindicato. Estamos de parabéns com a dedicação da diretoria do Sindpol”, disse.

Prestigiando o evento, a delegada do 22º DP, Liana Franca, também compareceu ao encontro. “É uma maravilha e interessante evento desse tipo. Foi muito proveitoso e informativo”, disse.

A delegada Rosângela Cavalcanti, da Delegacia em Defesa da Mulher 2 revelou que o Sindpol prestigiou as mulheres com a realização do I Encontro da Mulher Policial Civil. “O sindicato está valorizando as mulheres. A palestra foi muito interessante. Temos que continuar participando de eventos que tratam de questões específicas da categoria”.

Veja as fotos no Facebook do Sindpol: Sindpol Alagoas

19125_617060068393652_8751712117877442777_n 10259714_617061291726863_7598660911892675624_n 10384287_617065885059737_7912178838894745729_n 10431501_617060351726957_3680880755651806828_n 10444626_617065181726474_2964888648107971375_n 11025214_617063048393354_4848060818090514260_n 11025233_617062761726716_2311149069061609434_n 11029520_617060468393612_8030767673508080414_n 11033169_617065248393134_307835518534912569_n 11034183_617060218393637_5393583817938884427_n 11037330_617060835060242_8697455808678508830_n 11037765_617060138393645_2371385966500483499_n 11043012_617060815060244_4519348702715231532_n 11043218_617065961726396_8748225888171481459_n 11044569_617065098393149_877580089645058837_n 11046578_617062738393385_816920066671191335_n 11046725_617062795060046_6544996322492633504_n 11048668_617061398393519_7597661936490943065_n 11050244_617061831726809_7535146486313973915_n

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS