Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

II Flimar: Marechal Deodoro se transforma na capital da cultura

Por Imprensa (segunda-feira, 29/08/2011)
Atualizado em 29 de agosto de 2011

Escritores, músicos, poetas e jornalistas de todo o País e do mundo aportam em Alagoas para a Feira Literária de Marechal Deodoro.


A partir do dia 7 de setembro, o município de Marechal Deodoro se transforma novamente na capital da cultura de Alagoas, com o início da II Feira Literária de Marechal Deodoro (Flimar). O encontro que trará intelectuais de todo o País e até do exterior para o município alagoano, prossegue até o dia 11 de setembro, com apresentações de vídeos documentários, palestras, lançamentos de livros, debates com escritores, shows musicais e atrações para o público infantil.



A programação da Flimar, que acontece na Orla Lagunar, começa às 19h da quarta-feira, 7, com a palestra “Lêdo Ivo – O iluminado Poeta Alagoano”, ministrado pelo carioca Alexei Bueno, um dos maiores poetas e pesquisadores do País. Em seguida, acontece o show no palco da Lagoa com Nelson da Rabeca e Alceu Valença.



Na quinta-feira, uma série de mesas redondas está agendada a partir das 10h, com a participação de escritores brasileiros como Fernando Fiúza e Charles Cooper, o jornalista Sérgio de Sá, os escitores internacionais Adriana Ruiz (Argentina) e Edmundo Torrejón (Bolívia), Carlos Mendonça (advogado) e Milton Hênio (médico). Os temas debatidos neste dia serão: “Jorge Cooper, o poeta marginal”; “Latino-América – O Diálogo das Proximidades”; e “Arnon de Mello, o jornalista, o empresário, o escritor (1911-2011)”.



Durante a tarde, Ricardo Cravo Albin, considerado um dos maiores pesquisadores da Música Popular Brasileira (MPB) e autor de vários livros sobre o assunto, fala sobre “Letras e canções – Há poesia na música?”.


Em seguida, o historiador Douglas Apratto e a jornalista Gal Monteiro conversam ao vivo com o poeta Lêdo Ivo, durante a mesa redonda intitulada “O poeta do mar e da miudeza”.



A programação do segundo dia da Flimar será encerrada às 18h com um recital da poesia de Jorge de Lima, apresentado pelo ator e poeta Chico de Assis.



Na sexta-feira, 9, o escritor Nelson de Oliveira, autor de mais de 20 livros, abre os trabalhos com a palestra sobre Literatura Infanto-Juvenil. Em seguida, os poetas Marcus Accioly e Salgado Maranhão falam sobre a “Poesia em 22, Romance em 30 – A formação da modernidade literária”.



A programação vespertina começa com os escritores Antônio Torres e Ronaldo Wrobel, que lançam luz a respeito da “Presença da História na Literatura”. Em seguida, os também escritores Flávio Carneiro e Marçal Aquino debatem sobre a “Escuridão nos Trópicos – A Literatura Policial do Brasil”.



A palestra “O Espaço do Riso – O novo picaresco”, com o jornalista e escritor Homero Fonseca e um recital especial do poeta e humorista Jessier Quirino encerram a programação de sexta.


Jornalismo e Poesia


No sábado, 10, o jornalista Rogério Pereira fala sobre Jornalismo Literário e, em seguida, os jornalistas Ignácio de Loyola Brandão (que é também escritor e cronista consagrados) e Luiz Berto falam sobre “Jornal e Internet – Os espaços da crônica”. Após a palestra, Loyola lança a biografia da ex-primeira dama do País, “Ruth Cardoso – Fragmentos de uma vida”.



À tarde, os escritores Hungulane Baka Kossa e Calane da Silva, ambos de Moçambique, discutem o tema “Os novos cantares africanos”, seguidos pela palestra “Objetividade e Imaginação – A Estética Jornalística”, proferida pelos jornalistas Luiz Ruffato e Luiz Pimentel. Finalizando o ciclo de palestras do dia, os escritores Marina Colasanti e Affonso Romano de Sant’Anna falam sobre “A poesia, a Crônica e a Literatura em Família”.



Já a noite de sábado, será de pura música, com o recital Vozes D´África (Castro Alves), com Chico de Assis e José Inácio Vieira de Mello, seresta pelas ruas do Centro Histórico de Marechal Deodoro e um show no palco da Lagoa, com o cantor Stewart Sukuma, de Moçambique.



No domingo, 11, o escritor Sidney Rocha profere a palestra “São os do Norte – Uma Nova Estética Nordestina” e, em seguida, as escritoras cariocas Lúcia Bettencourt e Ana Paula Maia, consideradas revelações na literatura moderna, falam sobre as “Novas vozes femininas”, encerrando a II Flimar.



Nos preparativos finais para o evento, o secretário de Cultura de Marechal Deodoro e organizador da Feira Literária, Carlito Lima, diz que a Flimar irá consolidar a cidade, que já é conhecida por ser berço de grandes músicos e pela privilegiada geografia, como polo turístico e cultural no Nordeste.


 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS