Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

IML registra 15 assassinatos na capital e no interior

Por Imprensa (segunda-feira, 24/01/2011)
Atualizado em 24 de janeiro de 2011

Em um deles, um garoto de 13 anos foi atingido por oito disparos no bairro Cidade Universitária, em Maceió


Quinze assassinatos foram registrados neste final de semana, no interior e na capital alagoana. Em Maceió, segundo o relatório do Instituto Médico Legal (IML), dois homicídios ocorreram na última sexta-feira (21), seis nesse sábado (22) e três homicídios durante o domingo (23). Em um deles, um garoto de apenas 13 anos foi atingido por oito disparos no Conjunto Village Campestre II, em Maceió.


O primeiro crime registrado pelo Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) ocorreu por volta das 20h de sexta-feira (21). A vítima, identificada como Edilson Severino da Silva, foi atingida por vários tiros no bairro Jacintinho.


Também, na noite da sexta, registrou-se mais uma vítima da violência na capital. O militar Marcos Antônio Carvalho da Silva, de 49 anos, foi atingido por golpes de arma branca. Marcos residia no bairro Farol. O IML não registrou o local da ocorrência.


Sábado violento


O sábado tambem foi considerado violento em Maceió. Erivaldo da Silva, 27, foi alvejado por vários disparos durante a madrugada, na Feirinha do Tabuleiro. A vítima residia na mesma localidade.


A outra vítima, o estudante J.R.S., de apenas 16 anos e residente no Jacintinho, foi morta a tiros no início da manhã. A polícia não soube precisar se o menor possuía envolvimento com drogas na região.


Na mesma data, mais um assassinato ocorreu por volta das 17 horas, no conjunto Asas dos Ventos, localizado no Tabuleiro do Pinto, nas proximidades do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. A vítima, o idoso Arlindo Ferreira de Amorim, 68, foi morto por asfixia mecânica, utilizando-se de uma toalha. Policiais do 8º Batalhão afirmaram suspeitar de que Arlindo tenha sido vítima de latrocínio, uma vez que, na residência da vítima, foi encontrada uma quantia de R$ 7 mil. O assassino evadiu-se do local tomando destino ignorado.


Um dos crimes que mais chamou a atenção foi a morte violenta do adolescente E.M.O.S., 13, que residia no conjunto Village Campestre II. O menor foi executado com oito tiros por volta das 20h30, na Rua Cristina Braga, no bairro Cidade Universitária. Ao ser atingido, ele tentou fugir dos criminosos e entrou em um mercadinho, porém, não resistiu aos ferimentos e veio a falecer antes de receber socorro. Após cometer o crime, o acusado fugiu do local sem deixar pistas. Policiais do Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd) foram acionados ao local da ocorrência.


Crime passional


A outra vítima de arma de fogo foi Zenaide dos Santos Genésio, 52, que morava na Rua Francisco Alves, no bairro Santa Lúcia. Uma guarnição do 5º Batalhão se dirigiu ao local da ocorrêcia e confirmou que o crime foi passional, visto que teria sido cometido pelo ex-marido, conhecido apenas como Laércio.


De acordo com a polícia, o acusado dirigiu-se à residência da vítima, chamou-a à porta e, no momento em que ela chegara, Laércio efetuou os disparos em sua direção e deixou o local. Após ser atingida por um único tiro, Zenaide chegou a receber o socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém, morreu à porta de sua casa.
O assassinato foi presenciado pelo atual marido da vítima, Francisco de Assis Gomes.


O jovem de 18 anos, José Mário Otávio da Silva, também foi vítima da violência que assola o estado. Ele foi atingido com um tiro na região da cabeça por volta das 21h50, na Rua Padre Cícero, Vergel do Lago. Segundo o BPGd, Mário residia no conjunto Denisson Menezes, no Cidade Universitária.


Domingo com três mortes


Marcelo da Silva Conceição, 29, foi morto com dois disparos, sendo um na cabeça e outro no tórax. O crime – registrado por uma guarnição do 4º Batalhão – ocorreu durante a madrugada, na Rua Manoel Inácio, na Chã da Jaqueira. A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros (CB), mas faleceu a caminho do hospital.


A outra vítima desse domingo foi identificada como Luiz Felipe Lima Grigório, 23, estudante, residente no bairro do Poço. O jovem foi executado com vários tiros. O crime ocorreu por volta das oito horas, no mesmo bairro. A polícia não informou a motivação do crime, tampouco o possível paradeiro dos executores


Homossexual assassinado


Já moradores do Complexo Benedito Bentes encontraram um corpo no final da manhã desse domingo, na Ladeira do Rio do Meio, às margens do canavial da usina Cachoeira do Mirim. O jovem aparentava ter entre 20 e 25 anos.


A polícia suspeita de que a vítima era homossexual, uma vez que a calça encontrava-se aberta, o que revelou que ela se depilava, inclusive, na região da virilha. Devido à sujeira do local, pássaros e insetos já haviam comido o olho da vítima. O caso será investigado pelo 89º Distrito Policial.


Outro jovem morto a tiros nesse domingo. O pedreiro Diogo dos Santos Silva, 22, foi alvejado com vários disparos durante a tarde, no município de Joaquim Gomes. A vítima residia no conjunto Salvador Lyra, no Tabuleiro do Martins.


Violência no interior


Populações de municípios do interior também se viram diante de ações criminosas que resultaram em mortes. Wanilsa dos Anjos, 29 anos, foi mais uma vítima da violência no domingo, morta a golpes de faca-peixeira por volta das 09h20, no quintal de sua residência, na cidade de Igaci. Segundo a polícia, o acusado é o marido da vítima, identificado como Jaílson Nascimento da Silva. Policiais do 10º Batalhão, sediado no município de Palmeira dos Índios, informaram que o casal não convivia bem e se desentendia com frequência.


O outro crime ocorreu por volta das 21h30 desse sábado, no município de Campo Alegre. O jovem José Joventino da Silva, 29, conhecido como `Zé do Arruado’, foi executado a tiros na Avenida Guarani, em pleno Centro da cidade. Os disparos atingiram a cabeça, costas e braços da vítima. De acordo com o tenente Diogo, da 1ª Companhia Independente de São Miguel dos Campos, a vítima possuía envolvimento com o tráfico de drogas na região.


O último homicídio registrado no interior ocorreu na noite desse domingo, em Marechal Deodoro. Genilson Gomes dos Santos, 29, foi assassinado com vários tiros de revólver calibre 38 na Rua São Vicente, bairro Taperaguá, em Marechal Deodoro. Segundo informações da polícia, a vítima encontrava-se bebendo com amigos no momento em que dois homens não identificados aproximaram-se e efetuaram os disparos.


Ao lado do corpo, policiais encontraram várias munições e algumas pedras de crack. O caso será investigado pela Delegacia de Marechal Deodoro.


Gazetaweb – com Jobison Barros

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS