Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Instituto Médico Legal registra 14 homicídios no final de semana

Por Imprensa (sábado, 8/01/2011)
Atualizado em 8 de janeiro de 2011

Dois menores foram vítimas; PM contabiliza 13 mortes por arma de fogo


O Instituto Médico Legal (IML) de Maceió registrou 14 homicídios neste final de semana. Segundo as polícias Civil e Militar, foram contabilizadas 13 mortes por arma de fogo e uma por arma branca, entra elas, os assassinatos de dois menores – de 13 e 15 anos – ocorridos nos bairros do Prado e Levada, respectivamente.


O estudante Geovani da Silva, de apenas 15 anos, – que residia no Bom Parto – foi assassinado com dois tiros no rosto quando estava na Rua Caramuru, no Prado. Após o crime, os acusados evadiram-se do local.


Já o menor Werley Freitas da Silva, 13, executado com cinco disparos que atingiram as regiões do braço, pescoço, pernas, costas e abdômen. O adolescente morava na Rua São Pedro, no Trapiche, e foi assassinado no Prado.


A Polícia Militar registrou um duplo homicídio na Rua Alcides Campos, conjunto José da Silva Peixoto, no Jacintinho. As vítimas, identificadas como Fernando Santos de Lima, 25, e Bruno, de idade não revelada, foram assassinadas a tiros por dois homens que chegaram em uma Van, de cor branca e placa não identificada. Ambos foram atingidos na cabeça e nas costas. De acordo com os militares, os criminosos teriam cometido o crime como forma de vingança pelo assassinato de um homem conhecido como “Baiano”, ocorrido no último dia 24.


O quarto crime, ocorrido no bairro do Benedito Bentes II, resultou na morte do trabalhador Eduardo Silva, 40 anos, atingido por arma branca.


O trabalhador rural Edvaldo Silva, 40, foi morto a golpes de faca-peixeira em um canavial da Usina Cachoeira do Meirim. O autor da ação fugiu sem ser identificado.


No Reginaldo, Antonny Lucas de Oliveira, 25, foi assassinado com dois tiros nas costas. O crime ocorreu na Rua Carlos de Miranda, próxima a uma agência dos correios, no Poço.


O jovem José Fabiano Francisco, 20, foi morto com vários disparos na cabeça e no peito, deflagrados por dois homens não identificados, que fugiram na bicicleta da vítima. O assassinato chamou a atenção de moradores da Rua da Paz, no Alto da Alegria, no Benedito Bentes.


Sábado


Já nesse sábado (30), Cristiano Correia da Silva, 36, funcionário comissionado da prefeitura de São José da Laje e motorista da primeira-dama, Karine Valença, foi assassinado a tiros quando estava bebendo em um bar. “Cristiano estava com um amigo, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e um deles desceu de cara limpa e efetuou os disparos, enquanto o parceiro, um pouco afastado, dava cobertura na moto”, detalhou o sargento Silvio Mendes, da 2ª Companhia Independente.


Valdynei Ângelo Filho, 24, foi executado a tiros na Grota da Alegria, no Benedito Bentes. Segundo informações de militares do 5º Batalhão, a vítima, que seguia pela Rua São Paulo, avistou os criminosos, tentou correr, mas foi atingida. Parentes relataram à polícia que Valdynei já havia cumprido pena no sistema prisional por roubo, além de ter sido usuário de drogas.


Uma mulher identificada como Maria Cícera de Amorim, 45, foi assassinada a tiros nas proximidades do Distrito Industrial, no Tabuleiro. Cícera era cozinheira e morava na Rua Arapiraca, situada no mesmo bairro.


Já o comerciante Francisco Bruno dos Santos, 20, foi baleado e conduzido ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, onde não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.


  Gazetaweb – com Jobison Barros

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS