Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Internautas criam coletivo para demarcar locais de assalto

Por Imprensa (segunda-feira, 20/05/2013)
Atualizado em 20 de maio de 2013

Batizada de B.O. Maceió, iniciativa consiste em afixar cartazes e alertar a população sobre os crimes

A indignação da população com os constantes assaltos ocorridos em Maceió fez com que um grupo de pessoas da capital se reunisse e formasse um coletivo de ativismo urbano com o intuito de demarcar ou, na linguagem virtual, taguear os locais onde esse assaltos estão acontecendo. A iniciativa, batizada de B.O. Maceió, tem chamado a atenção dos internautas que possuem perfil no Facebook e consiste em afixar um cartaz onde está escrito a frase “Aqui fui assaltado. Você também? Escreva seu nome abaixo” sempre que alguém for vítima desse tipo de crime.

A ideia é fazer com que as pessoas criem um Boletim de Ocorrência coletivo no local onde os assaltos frequentemente ocorrem na capital, tendo em vista que muitos bandidos costumam fazer diversas vítimas nos mesmos locais e, apesar disso, nada tem sido feito pela polícia. Até este domingo, quase mil pessoas haviam “curtido” o perfil do B.O. Maceió no Facebook, criado nessa última semana.

O B.O. Coletivo surgiu em Porto Alegre e, de acordo com a página do coletivo em Maceió, os objetivos principais da iniciativa são chamar a atenção das autoridades para os locais da cidade que não oferecem segurança à população e alertar as próprias pessoas sobre os riscos de circular em determinadas áreas da capital.

O modelo de cartaz que deve ser afixado pelas vítimas de assalto em Maceió pode ser encontrado na página do coletivo no Facebook. Os próprios integrantes da iniciativa já começaram a colar os papéis nos locais onde eles foram vitimados. Quem foi vítima nestes mesmos lugares pode assinar seu nome no cartaz e quem quiser marcar outras localidades em que foi assaltado ou furtado, basta imprimir o cartaz e colar, informando aos participantes do coletivo.

A página do B.O. Maceió no Facebook também tem servido para que as pessoas falem sobre o sentimento de insegurança e sobre os assaltos dos quais já foram vítimas. Os comentários relatam as situações vividas pelos internautas nas ruas da capital alagoana, não só no que diz respeito aos assaltos, mas a outros tipos de crimes dos quais foram vítimas, como furtos e arrombamentos. Nem os homicídios escapam dos comentários. Em um deles, um internauta relatou, em tempo real, que uma pessoa havia sido assassinada na rua dele, com seis tiros, em plena luz do dia.

Nos comentários postados no perfil do B.O. Maceió, existe até um apelo feito por um dos internautas ao governador Teotonio Vilela Filho. “Aqui faço um apelo ao Senhor Governador [sic] que tome uma atitude urgente, pois Maceió já está em estado de calamidade, longe de ser a ‘cidade sorriso’, diz o comentário.

Gazetaweb

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS