Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Mais de 140 armas foram furtadas do Fórum de Arapiraca

Por Imprensa (quarta-feira, 13/04/2011)
Atualizado em 13 de abril de 2011

O dado alarmante foi divulgado em entrevista coletiva com o corregedor-Geral, James Magalhães

Um levantamento preliminar realizado por uma comissão de investigação da Corregedoria-Geral da Justiça constatou que cerca de 140 armas foram furtadas do Fórum de Arapiraca, em um período de dois anos. O dado alarmante foi divulgado em entrevista coletiva com o corregedor-Geral, James Magalhães e o juiz Emanuel Dória, na sede do Tribunal de Justiça (TJ-AL), na tarde da segunda-feira, 4.


Segundo o corregedor, tudo indica que há uma quadrilha de comercialização de armas apreendidas, por isso ele determinou que a comissão – composta pelos juízes Emanuel Dória, Manoel Tenório e Klever Loureiro – continue as investigações acerca do esquema. “A princípio não há envolvimento de servidores do Poder Judiciário no esquema criminoso”, afirmou Magalhães.


O corregedor confirmou o envolvimento dos irmãos José Willams Pedro da Silva e Rosalvo Pedro da Silva, ambos policiais militares responsáveis pela segurança do Fórum. Os dois foram presos no dia 30 de março passado, após depoimento do suposto `dono’ das armas, Jackson Costa, que aceitou participar de delação premiada (benefício legal concedido a um criminoso delator, que aceite colaborar com as investigações).


Jackson estava de posse de nove armas de fogo, seis delas furtadas do Fórum de Arapiraca e apreendidas durante uma operação conjunta das policias Civil e Militar.


Segundo Magalhães, as armas (que estavam anexadas aos respectivos processos) eram guardadas sob a responsabilidade dos Cartórios das 5ª e 8ª Varas Criminais, em duas salas que não tinham sinais de arrombamento.


“O que aconteceu é lamentável e negativo para toda a Justiça e todo Estado de Alagoas. Um fato como esse não pode acontecer. Será apurado e quem tiver participação, seja quem for, será responsabilizado”, disse o corregedor-Geral da Justiça.


Os acusados responderão por furto e dependendo do resultado das investigações, também responderão por formação de quadrilha. Os policiais estão no presídio militar à disposição da 5ª Vara Criminal.


Correição


O corregedor afirmou ainda que o Fórum de Arapiraca será submetido à correição para apurar se houve outros desvios do local. Uma comissão será formada nos próximos dias para realizar a correição.


 Danielle Silva e Vanessa Alencar/Alagoas24horas

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS