Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Manifestação força Segesp encaminhar processo do piso salarial ao Gabinete Civil

Por Imprensa (segunda-feira, 29/10/2012)
Atualizado em 29 de outubro de 2012

Os policiais civis realizaram grande ato público em frente à Secretaria de Gestão Pública (Segesp) para forçar o cumprimento de acordo referente ao realinhamento do piso salarial dos policiais civis e as progressões.

A manifestação, ocorrida na manhã da segunda-feira (29), contou com a presença significativa dos policiais civis, que se posicionaram na porta da Segesp. Com a mobilização, o chefe do Gabinete  Civil da Secretaria, Luciano Modesto, transferiu uma ligação do secretário Alexandre Lajes, ao presidente do Sindpol, Josimar Melo, para informar dos trâmites para aprovação da matéria. Lajes disse que o processo do novo piso salarial havia sido encaminhado ao Gabinete Civil do Governo.

O chefe do Gabinte da Segesp entregou ao Sindpol um documento confirmando que o processo foi protocolado no Gabinete Civil na manhã da segunda-feira (29).

O presidente do Sindpol informou que faz há duas semanas que a diretoria do sindicato procura o órgão para saber dos trâmites do processo, e a informação era que o processo havia sido transferido da Secretaria da Fazenda para a Gestão Pública.

O Sindpol também recebeu uma denúncia de que as progressões não seriam aplicadaa este ano por conta do pagamento do décimo-terceiro. Um policial civil propôs que o sindicato  instaurasse  uma notícia crime. O presidente do Sindpol disse que a Diretoria Jurídica irá avaliar a proposta e definir a melhor estratégica.

O secretário Alexandre Lajes disse que está realizando as progressões. O presidente do Sindpol solicitou o espelho dos processos dos policiais civis sobre a progressão para ser entregue ao Gabinete Civil do órgão.

 

Ato público contra a Força Nacional

O Corregedor Geral da Força Nacional, Jun Sukekaova, esteve no ato público para tratar do incidente envolvendo um policial civil e duas equipes da Força Nacional.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, informou sobre a realização do ato público de repúdio contra a prisão arbitrária. E disse que o sindicato quer que esses policiais sejam afastadas das suas funções.

A manifestação será realizada na próxima quinta-feira (01), às 9 horas, em frente a Academia de Polícia Militar, localizada próxima à Praia do Sobral.

No ato público, em frente à Segesp, o diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias, destacou que a Força Nacional não está impedindo o alto índice de violência em Alagoas. De acordo com ele, a Secretaria de Saúde denunciou que os índices de homicídios continuam elevados.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS