Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Manifestantes ocupam ALE para cobrar instauração de CPI

Por Imprensa (quinta-feira, 29/08/2013)
Atualizado em 29 de agosto de 2013

O aniversário de fundação dos 30 anos da Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi marcado, em Alagoas, pela ocupação da Assembleia Legislativa por manifestantes que cobravam as assinaturas para criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que exige a investigação de desvio dos recursos públicos do poder.

Sindicalistas, servidores públicos, trabalhadores sem-terra e sem-teto e estudantes realizaram grande ato para marcar os 30 de fundação da maior central sindical da América Latina.  O protesto em frente à Casa Tavares Bastos defendeu a criação de uma CPI para apurar as novas denúncias contra saques de R$ 4,7 milhões das contas sem justificativas. O Legislativo já foi palco de um dos maiores escândalos de corrupção, deflagrado pela Polícia Federal, na Operação Taturana, com desvio de mais de 300 milhões de reais.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, que participou do protesto, destacou a necessidade dos servidores deflagrarem greve geral. Ele informou que os policiais civis vão participar de assembleia geral com indicativo de greve, no dia 11 de setembro, para sensibilizar o governo a atender o pleito da categoria.

Com a pressão, o presidente do ALE, deputado Fernando Toledo, recebeu sindicalistas. O vice-diretor de Comunicação do Sindpol, Jorge Luiz, também participou da reunião. O presidente da Casa disse que as denúncias feitas pelo deputado estadual João Henrique Caldas “são precipitadas e que não há nenhuma ilegalidade na movimentação financeira da Casa”. Toledo as classificou como carnaval e disse que não assina requerimento para instalação da CPI.

 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS