Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Moradores e Sindpol repudiam fechamento de delegacia

Por Imprensa (quarta-feira, 20/03/2013)
Atualizado em 20 de março de 2013

Os moradores dos bairros da Ponta Grossa, Prado e Vergel juntamente com o Sindpol deram início à mobilização em defesa do 3º Distrito Policial e contra o fechamento de delegacias, nesta quarta-feira (20).

A manifestação, que teve início na Praça Santa Tereza e foi finalizada com ato público em frente ao 3º Distrito, foi marcada por críticas a falta de política de segurança pública em Alagoas que, nos últimos sete anos, resultou no assassinato de mais de 14 mil pessoas.

No ato público, o Sindpol qualificou o fechamento de delegacias como uma política desastrosa que só visa reduzir o orçamento da segurança pública e mascarar o alto índice de violência, já que a população não poderá registrar a criminalidade em seu bairro.

Luciano Cesár, morador e comerciante do bairro da Ponta Grossa, informou que colheu mais de mil assinaturas da população solicitando a permanência e o funcionamento do 3º Distrito Policial na região. Ele revelou que fez uma reunião com os moradores, que definiu formar uma comissão com representantes de cada bairro. “Primeiro, estamos iniciando os trabalhos com os abaixo-assinados, iremos procurar o Governo do Estado, o Ministério Público, o Conselho de Segurança Pública, e os poderes. Sabemos que centralizar os trabalhos da Polícia não irá funcionar. Queremos integrar a polícia a comunidade e discutir o modelo de segurança pública”.

O Delegado Sindical Carlos Jorge da Rocha destacou que a delegacia é importante para combater a violência. “É nela que os cidadãos se sentem protegidos”. A servidora pública Cícera Tenório disse que é importante a delegacia a manutenção da delegacia próximo da população. Ela revelou que sempre precisou da distrital e sempre recebeu o apoio dos policiais civis.

O policial civil José Carlos Fernandes, o Zé Carlos, parabenizou a população por estar envolvida na luta contra o fechamento das delegacias. “A violência já chegou a um patamar insuportável. E as comunidades têm que se envolver junto ao sindicato. É preciso continuar cobrando do governo e exigir que a polícia fique perto da população”.

A dona de casa Isaura Martins da Silva citou com tristeza a situação de caos que se encontra o prédio do 3º DP, o qual está fechado há mais de 2 anos para uma reforma que nunca foi concluída e se encontra abandonada. “Há 30 anos, desde que cheguei em Maceió, sempre procurei essa delegacia, e que agora está abandonada sem banheiro, sem piso, tudo quebrado. Com isso, a violência só faz aumentar. Estamos com medo e impedidos de sair de casa”, lamentou.

Para o servidor público José Manoel, é importante que o sindicato se engaje junto aos moradores para lutar contra o fechamento das delegacias. “Não podemos aceitar que fechem uma delegacia que é o nosso instrumento de defesa”.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS