Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Movimento unificado dos servidores fará ato público e caminhada no dia 23

Por Imprensa (segunda-feira, 20/05/2013)
Atualizado em 20 de maio de 2013

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) realizou uma Plenária com as entidades sindicais para decidir sobre as atividades de mobilização da Campanha Unificada dos Servidores Públicos Estaduais, na tarde da quinta-feira (16).

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, participou da plenária que também contou com a presença de representantes dos policiais militares. O foco dos sindicatos e associações é a violência em Alagoas, que é resultado do desgoverno de Téo Vilela, que não investe nas áreas essenciais como Educação, Saúde e Segurança Pública.

Os servidores públicos estão reivindicando o percentual de 15%, equivalente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA mais ganho real. Veja abaixo as reivindicações.

Na plenária com as entidades, ficaram definidas várias ações de mobilização, em destaque, a grande caminhada na orla de Pajuçara em protesto contra a violência em Alagoas.

DATA/HORÁRIO

ATIVIDADE

20/05 às 11:00 Entrega de relatório ao Ministério Público Estadual, em audiência com o Procurador Dr. Sergio Jucá.
21/05 às 10:00 Protocolar petição no Ministério Público Estadual responsabilizando o Governo do Estado pela propaganda enganosa sobre a segurança pública.
21/05 às 16:00 Audiência com o Secretário de Gestão, Alexandre Lages, para discutir e deliberar sobre a campanha salarial unificada dos Servidores Públicos Estaduais.
22/05 às 15:00 Plenária de avaliação no auditório da CUT.
23/05 às 07:00 Assembleia com café da manhã em frente ao palácio, com todos os servidores e associações dos militares.
23/05 às 19:00 Grande caminhada na orla de Pajuçara em protesto contra a violência no Estado – VELAÇO.

Reivindicações:

1.    Campanha salarial 2013: percentual de 15%;
2.    Descumprimento de acordo na área administrativa;
3.    Mesa de negociação do SUS;
4.    Condições de trabalho;
5.    Concursos Públicos;
6.     Serviços públicos de qualidade;
7.    Valorização dos Militares;
8.    Suspensão imediata dos despejos dos trabalhadores sem terra, e compra dessas áreas para reforma agrária e a prisão dos assassinos dos trabalhadores rurais, a saber: Jaelson Melquiades, Chico do Sindicato, Grilo etc;
9.    Cumprimento do acordo do Governo Estadual com os trabalhadores/as firmado em 2011, que assegura entre outros pontos a retirada do projeto de PPP, OS, OCIP’S;
10.  Suspensão imediata dos decretos nº 23.111 que isenta os usineiros do pagamento de impostos, e o de nº 23.115 que renegocia o acordo dos usineiros de 1998, que venceu, mas foi prorrogado.
11.  Recuperação da Previdência Pública Estadual, para garantir a aposentadoria dos Servidores Públicos Estadual;
12.  Viabilizar o atendimento das pautas de reivindicações dos/as Trabalhadores/as da Saúde, Educação, Segurança Publica e Agricultura.
13.  Suspender a política de criminalização dos movimentos sociais e sindicais;
14.  Desenvolver ações efetivas contra a violência desencadeada no Estado, bem como suspender atos que ameaçam a democratização dos setores essenciais, conquistada através da luta da sociedade na educação, saúde e segurança publica. 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS