Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Município mais violento tem policiamento precário

Por Imprensa (domingo, 6/11/2011)
Atualizado em 6 de novembro de 2011

O município não é alvo apenas de ações contra o crime decorrente do tráfico de drogas, mas crimes de pistolagem e casos de improbidade administrativa envolvendo vereadores e o filho do prefeito.


Município de PilarO município do Pilar, localizado na Região Metropolitana de Maceió, considerado pelo Ministério da Justiça o mais violento do país por número de habitantes, continua ocupando espaço negativo na mídia. Em pouco mais de uma semana a Polícia Militar, com o apoio da Força Nacional, realizou duas operações de combate ao tráfico de drogas, ao jogo ilegal e aos crimes de pistolagem.


O Comando de Policiamento da Capital pretende intensificar as ações no município para acabar com a criminalidade, mas terá muito trabalho pela frente. O município não é alvo apenas de ações contra o crime decorrente do tráfico de drogas, mas crimes de pistolagem e casos de improbidade administrativa envolvendo vereadores e o filho do prefeito.


O município foi alvo da Operação Pesca-Bagre que levou à prisão, em maio do ano passado, vereadores, presidente da Câmara, empresários e o filho do prefeito Oziel Barros. Os acusados, denunciados pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) irão a julgamento no próximo dia 14, em processo cível sob a acusação de improbidade administrativa. Os acusados desviaram em torno de R$ 2,6 milhões da Câmara Municipal, conforme os autos.


Enquanto os acusados prestam contas dos desvios de recursos públicos, a população sofre com a falta de segurança. A delegacia só funciona durante a semana, em horário comercial e a Polícia Militar possui efetivo reduzido para atender a uma população de 33 mil habitantes.


A cidade chegou a adquirir em 2008 um sistema com 32 câmeras para o monitoramento da cidade, mas o equipamento não funciona. Desde que foram comprados nunca foram acionados.


 Danielle Silva – Priscylla Régia/Alagoas24horas/Arquivo

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS