Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Número de homicídios em Alagoas é o maior desde fevereiro de 2012

Por Imprensa (quarta-feira, 3/04/2013)
Atualizado em 3 de abril de 2013

É a primeira vez, desde a implantação do programa Brasil Mais Seguro, que número de mortos passa de 200 em um único mês   Violência em Alagoas é destaque no jornal Folha de São Paulo    Reportagem aponta dados alarmantes nas policiais, IML e presídios  O número de assassinatos registrados em Alagoas no mês de março deste ano é o maior desde fevereiro de 2012, quando o estado ainda não contava com ações do programa federal Brasil Mais Seguro. Conforme números apresentados na Assembleia Legislativa, na sessão ordinária da terça-feira (2), aconteceram 207 homicídios durante o mês, o que motivou deputados a cobrarem ações mais enérgicas do governo do estado.

No relatório emitido mensalmente pela Secretaria de Defesa Social ainda não constam os números do mês de março. A assessoria de comunicação da secretaria informou que tem até o dia 15 para publicar os dados. De acordo com o balanço publicado, aconteceram 196 assassinatos no mês de janeiro e 166 durante o mês de fevereiro. As estatísticas revelam que só no primeiro trimestre deste ano, foram mortos 569 pessoas.

Março foi o primeiro mês, desde a implantação do programa Brasil Mais Seguro, em 27 de junho do ano passado, que o número de assassinatos passou de 200 em um único mês. Desde o início do programa, o estado vem encontrando dificuldades para reduzir o número de homicídios no estado.

A secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, admitiu à imprensa que existem falhas na execução do programa e que elas estão sendo corrigidas para que os números voltem a cair.

O melhor resultado obtido pelo governo aconteceu no meses de julho (durante o início da implantação do programa federal) e em setembro. Nos meses de dezembro de 2012 e janeiro de 2013, houve crescimento do número de mortes, com leve redução em fevereiro, e nova alta em março.

Homicídios em 2012

Janeiro: 188

Fevereiro: 222

Março: 203

Abril: 197

Maio: 185

Junho: 188

Julho: 162

Agosto: 163

Setembro: 162

Outubro: 172

Novembro: 154

Dezembro: 190

 

Homicídios em 2013

Janeiro: 196

Fevereiro: 166

Março: 207

ALE discute violência em Alagoas

Depois de anunciar o número de assassinatos relativos ao mês de março de 2013, o deputado Ronaldo Medeiros (PT) falou que o programa Brasil Mais Seguro não está cumprindo a meta de reduzir os homicídios e que ajustes são necessários.

O aumento da violência em Alagoas voltou a ser discutido no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) durante a sessão da terça-feira (2). Os parlamentares associaram o crescimento no número de homicídios à impunidade e cobraram ações por parte do governo do Estado.

“Em Maceió, os assassinatos ocorrem principalmente em bairros periféricos, como Benedito Bentes, Cidade Universitária, Vergel do Lago e Jacintinho. É preciso investir em esporte e lazer para os jovens”, afirmou o parlamentar, ao cobrar políticas públicas por parte do governo do Estado.

Já o deputado João Beltrão (PRTB) citou o assassinato de um policial militar em Coruripe para criticar a falta de ação da polícia. “Todo mundo sabe quem matou, a polícia sabe quem matou e os criminosos estão escondidos no mangue e ninguém pega”, disse Beltrão.

O deputado Ricardo Nezinho (PMDB) lamentou o assassinato do servidor público José Marcolino Júnior, ocorrido no final da manhã dessa segunda-feira (1), no estacionamento do Centro Administrativo de Arapiraca. “É impressionante a ousadia dos criminosos, que antes do meio-dia entraram no estacionamento da Prefeitura e balearam o José Marcolino”, falou o parlamentar, que conhecia a vítima.

Gazetaweb – David Lucena, Eduardo Almeida e Regina Carvalho

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS