Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais aprovam contas do Sindpol

Por Imprensa (segunda-feira, 6/09/2010)
Atualizado em 6 de setembro de 2010

Sindicato entrará com ação contra desvio de função

 


O Sindpol realizou assembleia geral, na segunda-feira, dia 30, para apresentar a prestação de contas da gestão de 2009 e informar sobre o processo de negociação com o governo do Estado pela pauta de reivindicações.


 


O diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias, explicou todos os itens do balanço patrimonial 2009, destacando também que as despesas estão relacionadas aos investimentos às lutas encabeçadas pelo Sindpol tanto a nível local como nacional, em destaque, as visitas ao interior, a campanha “Honestamente Governador Nunca se Matou Tanto”, atos públicos nas cidades; luta pela melhoria das condições de trabalho; luta pela implantação do piso nacional; a luta pela aposentadoria especial; a luta pelo Plano de Cargos, Carreira e Subsídios; luta pela efetivação dos sub judice, entre outras.


 


O Sindpol também apresentou um relatório com todas as atividades executas em prol das reivindicações do sindicato. A diretoria deu informes sobre o processo de mobilização nacional pela aprovação do piso nacional e a luta local pelo cumprimento da pauta de reivindicações, a exemplo da efetivação dos policiais civis sub judice, da aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios, solução das pendências com a progressão, além da sanção governamental da aposentadoria especial.


 


Os policiais civis aprovaram de forma unânime as contas financeiras 2009. O diretor Jurídico, Stélio Pimentel Jr, disse que o governador Teotônio Vilela Filho tem até o dia 8 de setembro, prazo máximo dado ao governo, para que sancione ou desaprove o projeto de lei da aposentadoria especial. A entidade sindical ressaltou a necessidade de a categoria estar em alerta aos seus direitos.


 


Na assembleia geral, os policiais civis também aprovaram que o Sindpol ajuíze ação contra o desvio de função da categoria no interior de Alagoas. Ao invés de estarem investigando, os policiais estão se responsabilizando com a carceragem dos presos.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS