Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis aprovam proposta do novo piso salarial

Por Imprensa (sexta-feira, 10/08/2012)
Atualizado em 10 de agosto de 2012

Os policiais civis de Alagoas aprovaram a proposta oficial do Governo do Estado referente ao novo piso salarial de R$ 2.600,00  a partir de janeiro de 2013 com ressalvas em dois itens da pauta de reivindicações. A deliberação aconteceu na assembleia geral, realizada nesta sexta-feira (10), no Sindicato dos Urbanitários.

Desde 2010, que os policiais civis reivindicam piso salarial no valor de 60% do valor da remuneração dos delegados de polícia; no entanto, a proposta aprovada representa menos de 30%. Mesmo assim, o presidente do Sindpol avalia como positiva a conquista. Ele destaca que a vitória somente ocorreu graças à unidade e à mobilização da categoria que vem participando ativamente das vigílias e das assembleias, demonstrando pressão e força junto ao governo.

Na proposta, o secretário de Gestão Pública, Alexandre Lajes, informa que a redefinição do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) será retomada a partir do segundo semestre de 2013. Neste item, os policiais civis aprovaram uma ressalva de que a negociação comece a partir do primeiro semestre de 2013.

A manutenção da paridade e da integralidade da aposentadoria especial foi outro item que a categoria questionou na proposta. O secretário comunicou apenas que o Delegado Geral irá fazer consulta jurídica ao AL Previdência sobre a possibilidade de inclusão dos direitos previstos na Lei Complementar Estadual 28/2010. Os policiais civis aprovaram que a reivindicação deverá ser definida até o mês de setembro com a manutenção da paridade e integralidade.

O presidente do Sindpol repassou à categoria a informação do secretário de Gestão Pública de que a mensagem do governo referente ao novo piso será encaminhada à Assembleia Legislativa ainda neste mês de agosto para apreciação dos parlamentares.

Josimar Melo destacou que os policiais devem manter a mobilização devido aos outros itens de reivindicações, a exemplo do pagamento de horas extras, a alimentação no plantão, melhoria das condições de trabalho, além da paridade e integralidade da aposentadoria especial.

O sindicalista defendeu a realização do trabalho dos policiais de acordo com o que determina a legislação. Ele disse que se for preciso, o sindicato irá reeditar a cartilha Operação Padrão para voltar a conscientizar a categoria.

O presidente do Sindpol também informou que as atuais mudanças de classes de B para C estão mantidas de acordo com a lei estadual 6.276/2001.

Veja a proposta do Governo

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS