Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis cobram implantação da progressão e piso salarial na Seplag

Por Imprensa (sexta-feira, 17/04/2015)
Atualizado em 17 de abril de 2015

10405329_632493653516960_6550551210123343123_n 11150397_632493473516978_8867534652245895010_n 10997976_632493303516995_8638987915314865659_n 11060926_632492656850393_672096373145204743_n 11150891_632492410183751_8540338779850290038_n 11150891_632489736850685_3289416241263585511_n 1907726_632489606850698_5424188956698784932_n

Os policiais civis participaram de grande ato público com café da manhã, nesta sexta-feira (17), em frente à Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), para cobrar a implantação das progressões dos policiais, o piso salarial de 60% da remuneração dos delegados e os itens da pauta de reivindicações. Com a forte mobilização, o secretário de Gestão e Planejamento, Carlos Christian Teixeira, agendou uma reunião para o dia 22 de abril, às 10 horas, no órgão estadual.

O Sindpol também foi recebido pelo Assessor Especial de Relações Sindicais da Seplag, Thiago Simões. Na ocasião, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, cobrou a substituição dos nomes da Comissão Especial de Validação do PCCS; o fim da cota mensal de 50 processos para implantação das progressões funcionais; a garantia da ordem cronológica dos processos e os itens da pauta de reivindicações da categoria.

Thiago Simões informou que o secretário está analisando o pedido do sindicato. Disse que vai vigorar como ordem cronológica a data de entrada na Seplag.

Na reunião, a 3ª Secretária do Sindpol, Arlete Bezerra, também cobrou a atenção especial às progressões dos aposentados que sejam enviadas ao AL Previdência com maior celeridade possível.

Josimar Melo perguntou sobre a manutenção da política salarial do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) com ganho real aos servidores públicos. O Assessor da Seplag informou que o governo está realizando o impacto financeiro do IPCA.

Thiago Simões ressaltou a importância da manutenção do diálogo, destacando que o secretário não deixará as indagações da categoria sem resposta.

O Sindpol também cobrou à Seplag a convocação da reserva técnica das vagas remanescentes que também participou do ato público desta sexta-feira.

Novo ato público

Ao final da manifestação, o presidente do Sindpol informou o resultado da reunião, ressaltou a importância da participação da categoria no protesto que mostra a força da mobilização dos policiais civis. A categoria aprovou a realização de grande ato público com café da manhã para a próxima quarta-feira (22), quando haverá a reunião com o secretário da Seplag.

PL 4330 da terceirização

A presidente da CUT, Amélia Fernandes, prestou apoio aos policiais civis e convidou a categoria a participar de ato público, na madrugada da quarta-feira (22), no aeroporto de Maceió, para convencer a bancada federal de Alagoas contra o PL 4330/2004 que terceiriza todas as áreas dos serviços público e privado e impedirá a realização de concurso público. O PL da terceirização é retrocesso ao histórico de lutas e conquistas dos trabalhadores, pois trará demissão em massa, precarizará o trabalho e acabará com garantias previstas na CLT e no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos.

A dirigente informou que a Central irá cobrar do governador o ganho real com o IPCA e o atendimento a pauta unificada dos servidores públicos.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS