Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis deflagram greve

Por Imprensa (sábado, 23/05/2015)
Atualizado em 23 de maio de 2015

Os policiais civis deflagram greve por tempo indeterminado, na sexta-feira (22), durante realização da assembleia geral, ocorrida no Sindicato dos Urbanitários. A categoria decidiu suspender todos os trabalhos da Polícia Civil, mantendo apenas os flagrantes como serviços essenciais. “Inquéritos, Boletins de Ocorrência, investigação estão suspensos com a greve”, esclarece o presidente do Sindpol, Josimar Melo.

A categoria deliberou pela greve ao constatar que o governador Renan Filho não atendeu a pauta de reivindicações da categoria, que trata do fim do número de cotas para progressão do Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS), do pagamento retroativo das progressões, do enquadramento dos aposentados, do pagamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA mais ganho real, do piso salarial de 60% da remuneração dos delegados de polícia, do pagamento de risco de vida (periculosidade e insalubridade), entre outros.

Na assembleia, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, informou as reuniões ocorridas, na última terça-feira (19), durante os atos públicos, com o secretário de Planejamento e Gestão, Carlos Christian Teixeira, e o procurador Geral do Estado, Francisco Malaquias de Almeida Júnior.

Os policiais manifestaram indignação com o descaso do governo Renan Filho. “O trabalho da polícia reduziu a violência. Queremos dignidade e respeito. Merecemos respeito”, disse um policial.

Repudiando o parecer negativo do enquadramento dos aposentados, o diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias, disse que quando atacam os aposentados hoje, estão atacando-o amanhã. O dirigente destacou que o governador impede direitos para pagar a dívida de R$ 2 bilhões do governo anterior, quando poderia determinar a polícia a investigação pelo desvio desse dinheiro.

Passeata

Após a realização da assembleia, os policiais civis saíram em passeata até o Palácio do Governo para protestar. A categoria cobrou o fim da cota mensal de 40 processos de progressões do PCCS e o pagamento retroativo do direito, bem como o enquadramento dos policiais civis aposentados nas classes e níveis do Plano.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, ressaltou que o sindicato está aberto à negociação.

Com a deflagração do movimento grevista, o comando de greve se reuniu na sede do Sindpol para organizar a fixação das faixas “Polícia Civil em greve”, na Central de Flagrantes e delegacias. A greve será intensificada neste final de semana.

Na próxima segunda-feira (25), o comando de greve voltará a se reunir na sede do Sindpol, às 9 horas, para traçar as atividades do movimento paredista.

1511219_643615215738137_9218450698117519391_n 10410765_643616192404706_3431771888815742201_n 10987751_643616342404691_5433571622661428694_n 10995645_643615002404825_4128158258611701891_n 11036699_643614615738197_6416320934454387767_n 11066624_643614672404858_2319836932451665806_n 11111619_643614745738184_3331154094950264983_n 11150425_643616925737966_4371806606492351575_n 11168119_643613902404935_6242844817349263965_n 11181954_643614179071574_6174556629864132814_n 11254315_643616725737986_3247005922321179430_n 11260948_643613755738283_5973384705563761471_n 11269467_643613562404969_5552019879434495603_n 11329818_643615392404786_2240499574744576781_n 11350449_643613945738264_2997446723017304502_n 11351201_643616485738010_3215626285350049557_n 11377294_643615079071484_1432574122065724512_n

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS