Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis deflagram operação padrão e ampliam pauta de reivindicações

Por Imprensa (sexta-feira, 7/02/2014)
Atualizado em 7 de fevereiro de 2014

Os policiais civis lotaram a assembleia geral e aprovaram a deflagração da Operação Padrão a partir desta sexta-feira (07). A categoria não aceitou a trégua solicitada pelo Governo do Estado.  Para os policiais civis, já foi dado tempo suficiente aos secretários de Gestão Pública e de Defesa Social corrigirem junto ao sindicato eventuais modificações ao Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS).

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, informou os detalhes das reuniões com o secretário de Gestão Pública, Alexandre Lajes, e o secretário de Defesa Social, Eduardo Tavares, na noite da quinta-feira (06), e com a secretária Adjunta, Ricarda Pontual Calheiros, na manhã desta sexta-feira (07). Os entraves das negociações foram as modificações propostas pela Procuradora de Estado do Gabinete Civil, Fátima Medeiros, em destaque, o não reconhecimento da reposição da carreira para os inativos.

Na assembleia geral, a categoria decidiu ampliar a pauta de reivindicações que agora não trata apenas da implantação do PCCS, mas também do piso salarial de 60% dos delegados de polícia, cartão alimentação, adicional de periculosidade e auxílio transporte.

Os policiais marcaram um ato público em frente à Central de Flagrantes, na segunda-feira (10), a partir das 9 horas. Os próximos atos serão definidos pelo Sindpol no decorrer da semana.

Após a realização da assembleia, a categoria saiu em passeata até o Palácio do Governo para protestar, cobrando o cumprimento do acordo e valorização policial.

Para a operação padrão ficou decidido:

– Só fazer qualquer procedimento mediante Ordem de Missão (OM);

– Ir ao local de crime, medidas protetivas, mandados de busca e apreensão, só na presença do Delegado de Polícia;

– O delegado deve estar presente na confecção do Flagrante Delito e nas oitivas;

– Todas as Intimações deverão ser assinadas pelo delegado;

– Só ir para qualquer missão com colete, armamento e munições em perfeito estado e dentro da validade;

– Só ir para qualquer missão com a viatura em perfeito estado;

– Somente dirigir viatura se tiver o curso preparatório previsto em lei;

– Não custodiar presos nas delegacias da capital e do interior.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS