Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis param Central de Polícia

Por Imprensa (quinta-feira, 27/05/2010)
Atualizado em 27 de maio de 2010

Votação da Pec do Piso fica para a próxima semana

Os policiais civis de Alagoas pararam os trabalhos da Central de Polícia, na última quarta-feira (26), para acompanhar os desdobramentos pela provação da Emenda Aglutinativa Substitutiva Global (EAG) 01/2010 (PECs 300/2008 e 446/2009) que trata do piso nacional dos policiais Civis, Militares e do Corpo de Bombeiros.


 


A PEC do Piso foi inserida na pauta do dia, mas faltava o acordo com o Colégio dos Líderes e a bancada dos militares quando à subtração do parágrafo único que trata de valores do piso.


 


Protesto em Alagoas – Para que os policiais civis acompanhassem a sessão do Plenário da Câmara Federal, o Sindpol organizou uma estrutura com antena parabólica, em frente à Central de Polícia, dispondo de café da manhã, almoço e jantar.


 


Durante o dia, a categoria pôde estar presente no local. Os flagrantes foram impedidos de serem realizados no local. Objetivo do sindicato foi fazer com que às delegacias plantonistas funcionassem em suas localidades. 


 


A manifestação também serviu para protestar a implantação da escala comercial e a centralização dos trabalhos da Polícia Civil em um único ligar.


 


Acordo – Para superar o impasse das negociações, a Cobrapol propôs a retirada do texto do valor do piso, solicitando que a proposição fosse regulamentada em lei pelo Executivo num prazo de 60 a 90 dias. Pela proposta, enquanto a regulamentação do piso não fosse encaminhada, a Presidência da República editaria um decreto para a complementação do salário do policial no valor do piso.


 


Por volta das 20 horas da quarta-feira (26), o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), autor da PEC 300/2008, anunciou que os líderes partidários e os representantes das polícias fecharam um acordo. Segundo ele, o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), levará o texto ao governo para avaliação e, na próxima terça-feira (1), uma nova reunião definirá se a votação ocorrerá no próprio dia ou na semana seguinte.


 


Toda a movimentação na Câmara Federal foi acompanhada pelo presidente do Sindpol, Carlos Jorge da Rocha; o vice-diretor Administrativo Sidney Moreira; o membro do Conselho Fiscal Carlos Bispo e o integrante do Conselho de Ética Carlos José, os quais trarão novas informações para a categoria.


 


Veja as fotos

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS