Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais civis rejeitam proposta de 7%

Por Imprensa (sexta-feira, 20/05/2011)
Atualizado em 20 de maio de 2011

Os policiais civis rejeitam a proposta salarial de 7% do governo do Estado na assembleia geral convocada após assembleia que elegeu os três representantes dos policiais civis  – Jair Guanaes, Amélia Lins, Jânio Vieira – para o Congresso da Cobrapol.


 


Todos os policiais civis, presentes à assembleia geral, foram unanimes em recusar a proposta salarial de 7%. Carlos Jorge da Rocha, disse que se sente orgulhoso de ser o presidente do Sindpol, informando que ao longo desse tempo à frente da entidade, já recebeu 40 processos. O sindicalista parabenizou a categoria pela greve.


 


O 2º vice-presidente do Sindpol, Edeilto Gomes, também parabenizou os policiais civis do Deic pelo movimento grevista. Cinco policiais civis do Deic (Divisão Especial de Investigação e Capturas) sofreram retaliação e foram afastados do setor. O vice-presidente do Sindpol, Josimar Melo, destacou que a entidade sindical está à disposição em defesa dos policiais e da categoria.


 


O sindicalista informou da mobilização do Movimento Unificado que caminha para deflagração de greve geral dos servidores públicos por 48 horas  a partir da próxima quarta-feira.


 


Por conta da mobilização unificada, os policiais decidiram realizar nova assembleia geral para quarta-feira, no auditório do Sindpol, às 9 horas.


 


Após a assembleia, os policiais civis foram participar do protesto unificado dos servidores públicos na Praça Deodoro.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS