Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais dão um prazo de um mês para Delegado Geral

Por Imprensa (quarta-feira, 2/02/2011)
Atualizado em 2 de fevereiro de 2011


Os policiais civis participaram de uma assembleia geral, realizada nesta segunda-feira (07/02), no auditório do Sindicato dos Bancários para dar início à campanha salarial. O delegado geral da Polícia Civil, Marcílio Barenco, esteve presente à assembleia para apresentar sua proposta salarial que foi entregue ao Governo do Estado no mês de dezembro.


 


Ao iniciar assembleia, o presidente do Sindpol, Carlos Jorge da Rocha, esclareceu que em outubro do ano passado, os policiais civis aprovaram, no Congresso Estadual  da categoria, a proposta salarial de 60% da remuneração dos delegados alagoanos (valor inicial de R$ 6.000,00). O sindicalista informou que essa proposta já foi entregue ao secretário de Gestão Pública, Alexandre Lages Cavalcante, para que fosse feito o impacto financeiro. Nesta semana, o sindicato voltará a se reunir com o secretário.


 


Nacional


Carlos Jorge deu informes sobre a luta nacional pela aprovação das PECs 446/2009 e 300/2008 que implantam piso salarial para os policiais civis, militares e do Corpo de Bombeiros. O presidente do Sindpol informou que, após a PEC 446/2009 ter sido aprovada no Senado, não recebeu atenção na Câmara Federal, sendo dado destaque à PEC 300/2008. Para evitar que a PEC ficasse parada, Carlos Jorge e o presidente da Cobrapol, Jânio Ganra, se reuniram com o senador Renan Calheiros, autor da PEC 446/2009. Por meio de negociação com o Colégio de Lideres, o senador conseguiu uma emenda aditiva na PEC 300/2009 estendendo o piso aos policiais civis. O vice-presidente, Josimar Melo, ressaltou que a mobilização nacional cresce, citando o último ato público em Fortaleza, no mês passado, que reuniu mais de 4 mil pessoas. A próxima manifestação será em Salvador em fevereiro.


 


 


Plano de Carreira


Josimar Melo disse que o então secretário de Gestão Público, Guilherme Lima, havia entregado um Plano de Carreira que retirava direito dos policiais. Na proposta, havia a redução do número de vagas para na progressão e realização de prova para promoção. Essa proposta foi recusada pelo Sindpol, que entregou uma nova ao Governo do Estado. O sindicato está cobrando posicionamento ao secretário de Gestão Pública.


 


Tabela salarial


O delegado geral explicou a sua tabela salarial — com inicial piso salarial de março de 2011 no valor de R$ 1.981,62 e terminando em outubro de 2014 no valor de R$ 4.435,92. Barenco disse que não estava como representante do governo, mas como delegado de polícia.


 


De acordo com ele, a proposta é razoável e possível de aplicação, conforme aconteceu com os delegados de polícia e técnicos da Fazendo. A proposta está vinculada ao aumento da receita do Estado. Ele pediu ponderação em protesto e manifestações durante as negociações, citou, como exemplo, os adesivos “Nunca se matou tanto”, os quais, segundo ele, poderiam atrapalhar os trâmites do processo. Barenco disse que não podia definir um prazo para implantação da proposta.


 


Após a explicação, o delegado geral se retirou da assembleia para a categoria iniciar o debate sobre a proposta.


 


Operação Padrão


O Sindpol defendeu a operação padrão como uma forma de valorização dos policiais civis. A proposta foi implantada em Arapiraca. Os policiais civis daquela região informaram sobre o sucesso da operação, destacando que a operação padrão significa recuperar a dignidade, fazendo com que o policial execute suas atribuições, para que escrivães, delegados e policiais militares exerçam as suas.


 


Reunião com o governo


A diretoria do Sindpol irá se reunir, nesta terça-feira, às 12 horas, no Palácio República dos Palmares, com o governador em exercício, Thomaz Nonô, para tratar das reivindicações dos policiais civis.


 


Deliberações


Na assembleia, ficou definido o prazo de até o dia 14 de março para que o delegado geral apresente o posicionamento do governo sobre a proposta salarial. O sindicato voltará a convidar o delegado geral para participar de uma assembleia geral nesse mesmo dia.


 


Os policiais decidiram que o sindicato continue com as negociações sobre a proposta da categoria de 60% da remuneração dos delegados e acompanhe os trâmites da negociação da proposta do delegado geral.


 


A categoria também aprovou manter a operação padrão na cidade de Arapiraca e definir a ampliação da campanha em todo o Estado na assembleia geral do dia 14 de março. O Sindpol também irá confeccionar a cartilha da Operação Padrão e distribuirá para todos os policiais civis.


 


Veja


Proposta do Delegado Geral 


 


Proposta dos Policiais Civis


 


Pauta de Reivindicações


 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS