Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais desbloqueiam entrada de Porto, mas mantêm vigília por proposta

Por Imprensa (quinta-feira, 13/03/2014)
Atualizado em 13 de março de 2014

Os policiais civis decidiram dar uma trégua ao governador Téo Vilela e desbloquearam a entrada do Porto de Maceió até a realização da reunião com o secretário Alexandre Lajes, deverá acontecer na manhã desta sexta-feira (14).

Os policiais civis mantêm a vigília em frente ao Porto de Maceió. A decisão aconteceu na noite da quinta-feira (13) após o dirigente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Isac Jacson, confirmar que o secretário de Gestão Pública, Alexandre Lajes, irá apresentar uma proposta à categoria. “Estamos a um passo para conquistar a vitória”, disse.

Policiais irão se reversar na noite desta quinta-feira para sexta-feira, no acampamento, em frente ao Porto de Maceió. Na reunião, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, parabenizou os policiais civis pela garra e participação na Operação Padrão.

O resultado da reunião será avaliado pela categoria, após a negociação, nesta sexta-feira (14), em assembleia geral, no auditório do Porto de Maceió. No local, os policiais também decidirão o rumo da Operação Padrão.

No Porto de Maceió, a categoria também cobra a revogação dos decretos 23.115/2012, 23.116/2012 e 23.117/2012, que isentam os usineiros a pagar imposto no valor de R$ 7 milhões por mês ao Estado – dinheiro que daria para atender a pauta de reivindicações.

Os policiais civis deflagraram, desde o dia 7 de fevereiro, a Operação Padrão e reivindicam a proposta de piso salarial de 60% do salário dos delegados e o Plano Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS), além do cartão alimentação, do auxílio transporte e do adicional de periculosidade.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS