Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Policiais federais se mobilizam em piscina natural, na Pajuçara

Por Imprensa (segunda-feira, 17/09/2012)
Atualizado em 17 de setembro de 2012

Orientados pela federação nacional para a realização de um protesto ‘diferenciado’, que aconteça em pontos turísticos de cada região, os policiais federais decidiram levar jangadas com pedidos de socorro à piscina natural da Pajuçara, em Maceió, no sábado (15). O objetivo foi chamar a atenção do Governo Federal para a greve dos servidores que se estende há mais de um mês em todo o país.

Com a frase de efeito “S.O.S para a Polícia Federal”, em velas de cor preta, as três jangadas chamavam a atenção de turistas que foram até as imediações da balança de peixes para as compras ou mesmo para conhecer o local. “Escolhemos as piscinas naturais, porque é o principal cartão postal. Lá fizemos um abraço simbólico, que é para atentarmos mesmo com relação a estrutura de trabalho que temos”, explicou a policial Edelina Rocha.

Rocha reforçou que cerca de 160 servidores , entre escrivões, agentes e papiloscopistas, já estão paralisados há mais de 30 dias, só em Alagoas, comprometendo uma série de trabalhos. “Os principais serviços, de análise e inteligência, estão parados. Eles englobam, ainda, as interceptações telefônicas e todas as delegacias”, reforça, acrescentando que o cumprimento de 30% dos servidores é mantido. “Só estamos fazendo flagrantes. Até mesmo a emissão de passaportes foi prejudicada”.

Para o dia das eleições, no entanto, um acordo com a ministra Carmem Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral, deve assegurar os trabalhos dos policiais federais – mas apenas durante o período eleitoral. “Todos sabemos que, na realidade, o trabalho das eleições não se restringe àquele dia. A delegacia responsável, e todos os componentes, permanecerão parados nos outros dias, de modo que as investigações ficam comprometidas”, emenda.

Segundo Edelina Rocha, a dificuldade de abrir um canal de comunicação com o Governo Federal é o que mais tem mobilizado a categoria. “Apesar de estarmos em greve há mais de 30 dias, e de estarmos com essa negociação aberta, apresentando nossas reivindicações, há mais de 900 dias, o Governo simplesmente não se pronuncia”, reclamou.

A agente confirmou, ainda, que na próxima terça-feira, 19 de setembro, outra mobilização deve acontecer em todo o País. Em greve desde o dia 9 de agosto, os servidores da Polícia Federal reivindicam uma reorganização no plano de carreiras, de modo a elevar os servidores ao nível superior, reajustando o salário para R$ 12 mil. Atualmente os salários recebidos estão em torno de R$ 7 mil.

Gazetaweb

Compartilhe essa notícia

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2022 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS