Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Secretaria Municipal de Saúde condena condições de trabalho no 11º DP

Por Imprensa (quinta-feira, 7/10/2010)
Atualizado em 7 de outubro de 2010

Inspeção foi realizada atendendo a solicitação do Sindpol

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) solicitou à Secretaria Municipal de Saúde de Maceió inspeção no 11º Distrito Policial de Maceió, para avaliar as condições de trabalho no local.


 


O parecer técnico do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (Cerest) – setor da Secretaria Municipal de Saúde – foi claro ao afirmar que as condições ambientais de trabalho da distrital expõem aos policiais condições reais de acidentes de trabalho.


 


“É necessário que haja o quanto antes uma regularização das condições ambientais com intervenções nas estruturas físicas do imóvel, sabendo que a continuidade desse ambiente hostil levará fatalmente a acidentes”, revela o parecer.


 


No documento, diz que foi detectada a inconformidade com as normas de segurança,  “podendo trazer aos seus funcionários riscos à saúde e à vida”.


 


O relatório destaca que as instalações elétricas devem ser mantidas em condições seguras de funcionamento, e seus sistemas de proteção devem ser inspecionados e controlados periodicamente de acordo com as regulamentações existentes e definições de projetos. “Luminária com ausência de lâmpadas e de interruptores, apenas com fiação. A fiação das luminárias no teto com deficiência, podendo se desprender e cair sobre uma pessoa. Há necessidade de melhorias nas instalações elétricas, fiação, tomadas, plugs, disjuntores entre outras medidas cabíveis”.


 


Foi constatada infiltração nas paredes e tetos como conseqüência do morfo, o que impossibilita a permanência por muito tempo das pessoas, como exemplo no alojamento. “É impossível descansar ou dormir nesse local, isso faz com que os funcionários, que necessitem descansar, peguem o colchão e durmam no chão em outra dependência”.


 


Com a exposição, os policiais poderão desenvolver problemas respiratórios, consequentemente, adoecimento e afastamento. Há salas sem iluminação adequada, falta de higienização com muitos objetos acumulados, que abrigam ratos, baratas e escorpiões.


 


Também foi notado que os móveis (cadeira e mesas para digitação) estão em desconformidade com o que prioriza a Norma Regulamentadora 17, relacionada à ergonomia.


 


O documento, que é assinado pelos engenheiros de Segurança Pública Paulo César da Silva Fernandes e Allan Wagner Cavalcante, e a enfermeira do Trabalho Andréia Marinho Maia, reafirma que as condições ambientais de trabalho do 11º DP expõem aos funcionários condições reais de acidentes de trabalho, podendo ser típico ou doenças ocupacionais.


 


O vice-presidente do Sindpol, Josimar Melo, informa que a entidade sindical está encaminhando o relatório ao Ministério Público Estadual, à Secretaria Estadual de Defesa Social e ao Conselho de Segurança Pública para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS