Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Segundo turno de votação da PEC ocorrerá entre 3 e 4 de agosto

Por Imprensa (quarta-feira, 14/07/2010)
Atualizado em 14 de julho de 2010

Com a pressão dos policiais Civis, Militares e do Corpo de Bombeiros, o plenário da Câmara Federal aprovou, em primeiro turno, a proposta de piso salarial para as categorias, (PECs 446/09 e 300/08), no dia 6 de julho,  por 349 votos unânimes.


 


O texto aprovado, negociado pelo governo com os representantes das polícias, exclui da Emenda Aglutinativa Global 02/2010 (PECs 446/09 e 300/08 – clique) o valor do piso salarial provisório. A proposta também estabelece um prazo de 180 dias para o Executivo enviar ao Congresso um projeto de lei, propondo o piso definitivo e a criação de um fundo composto por tributos federais para ajudar os estados a pagá-lo.


 


A Emenda passará pelo segundo turno de votação na Câmara dos Deputados, que deverá ocorrer entre os dias 3 e 4 de agosto.


 


Participaram da mobilização, em Brasília, o vice-diretor Administrativo, Sidney Ribeiro; o integrante do Conselho de Ética, Carlos José; o integrante do Conselho Fiscal José Carlos Bispo, além do diretor da Cobrapol José Carlos Fernandes Neto.


 


Campanha – Para se chegar ao resultado da votação, devido à falta de quorum qualificado, foi preciso empenho das entidades policiais. A Comissão Coordenadora Nacional do Movimento em Defesa do Policial e o Conselho de Presidentes das Entidades Sindicais, filiadas à Cobrapol, em reunião, ocorrida no dia 30 de junho, que contou com a presença do presidente do Sindpol, Carlos Jorge da Rocha, definiram uma campanha para garantir a presença dos deputados federais no plenário da Câmara. Entre as estratégias, carta para os deputados, campanha de mídia e gestões junto aos parlamentares.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS