Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindicato dos Enfermeiros emite nota de solidariedade

Por Imprensa (sábado, 22/12/2012)
Atualizado em 22 de dezembro de 2012

Nota

O Sindicato dos Enfermeiros de Alagoas (SINEAL) vem a público externar sua solidariedade e imenso pesar à família, amigos e colegas de trabalho da sempre competente e prestativa policial civil e Delega do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Maria Amélia Dantas.

Amélia Dantas estava em pleno exercício de sua atividade, e foi vítima da explosão ocorrida na noite da quinta-feira (20), na sede da Divisão de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, que ainda deixou outros servidores feridos.

O Sineal, na pessoa de sua presidente, Renilda Barreto, junto a toda à classe sindical, externa seu pesar pela perda irreparável do ser humano e da brilhante profissional que era Amélia Dantas, que estava de plantão no momento da tragédia.

Servidora, e sobretudo, uma lutadora por sua classe, Amélia Dantas se destacou por sua qualificação dentro da Polícia Civil alagoana, resultado de um currículo que incluía formação superior em Serviço Social, e diversos cursos promovidos pela Secretaria Nacional Segurança Pública (Senasp) e pela própria instituição em que prestava serviço.

Ao tempo em que lamenta a morte da sindicalista e policial civil Amélia Dantas, a direção do SINEAL cobra, com o mais absoluto rigor e severidade, a apuração dos possíveis responsáveis pelo acidente que vitimou a servidora.

Como instituição sindical atuante e defensora da dignidade e do respeito com os servidores públicos, sejam eles de quaisquer categoria, o SINEAL torna público seu repúdio ao poder público estadual, responsável direto pela tragédia, ao não oferecer estrutura e desrespeitar as normas de acomodação dos artefatos, considerando que é fato que a instituição, a Deic, não possuía condições para o correto armazenamento de materiais explosivos. Um descaso comum em diversas áreas da estrutura pública estadual, e que desta vez custou uma vida, e colocou em risco a vida dos profissionais da Segurança Pública e de vários outros cidadãos.

A tragédia que vitimou Amélia Dantas é mais um reflexo do descaso com a coisa pública, do desrespeito com que profissionais e cidadãos são tratados pelo Governo do Estado, que apenas remedia a situação, tomando medidas intempestivas que deveriam ter sido feitas de forma preventiva.

Como entidade sindical, o SINEAL se irmana ao SINDPOL, para cobrar e lutar para que tragédias como esta não voltem a se repetir.

Renilda Barreto

Presidente do SINEAL

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS