Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol acompanha atividades policiais em Arapiraca

Por Imprensa (quarta-feira, 2/02/2011)
Atualizado em 2 de fevereiro de 2011

A diretoria Sindpol  acompanhou os trabalhos dos policiais civis da cidade de Arapiraca nos dias 26 e 27 de janeiro. O objetivo do sindicato foi dar suporte à categoria para o trabalho conforme determina a Constituição Federal e o Código Penal. Veja as fotos.


Há mais de uma semana, que o Sindpol deu início à campanha dos policiais civis trabalharem de acordo com a lei naquela cidade. De início, os policiais civis não estão tendo problemas.


Para a campanha, o sindicato entregou um material intitulado de “Orientações Policiais” aos profissionais daquela cidade. São procedimentos e normas que protegem os policiais contra problemas de ordem administrativa, jurídica, penal e estar de acordo com as normas de segurança. Ao todo, são doze orientações, como por exemplo, a ida ao local do crime só com a presença do Delegado de Polícia e, em qualquer missão, usar armamento e viatura em perfeito estado, e o colete à prova de bala dentro da validade.


“Os procedimentos evitam que policiais sejam punidos por conta da desorganização e da falta de estrutura do Estado”, revela o vice-presidente do Sindpol, Josimar Melo.


O Sindpol já comunicou a realização da operação em Arapiraca à Delegacia Geral, à Secretaria de Defesa Social, ao Conselho Estadual de Segurança Pública, à Comarca de Justiça de Arapiraca, ao Ministério Público Estadual e ao Governo do Estado.


Mobilização:
O Sindpol vai realizar uma assembleia geral no dia 7 de fevereiro, às 13 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários, Centro de Maceió, para definir junto à categoria as ações de mobilização pelo piso salarial de 60% do valor da remuneração dos delegados de polícia, pelo Plano de Cargos e Carreira e a ampliação da operação padrão para todo o Estado.


Veja as orientações policiais
1.   Só fazer qualquer procedimento mediante ordem de missão (OM) – investigar, intimar, cumprir mandado de prisão, etc.;
2.   A OM tem que especificar todo o procedimento – não realizar ações não previstas na OM;
3.   Ida ao local do crime, medidas protetivas, e mandados de busca e apreensão, e outras ações só com a presença do Delegado de Polícia etc;
4.   O Delegado deve estar presente, ditar e assinar tudo o que o Escrivão digitar, principalmente, depoimentos e flagrantes;
5.   Portaria e Relatório são atos do Delegado de Polícia – ele deve elaborar, digitar e assinar;
6.   Só ir para qualquer missão com armamento e viatura em perfeito estado, e o colete à prova de bala dentro da validade;
7.   Nunca usar, em serviço, material de sua propriedade: arma, notebook, celular, veículo, etc.;
8.   Na confecção do BO o Delegado deverá estar presente para tipificar o crime e assinar;
9.   Somente preencher a Guia do IML se o Delegado estiver presente para assinar;
10.  Na visita aos presos, o Delegado deve estar presente, coordenando, e a PM, reforçando a segurança (nas delegacias onde houver presos);
11.  Todas as intimações têm que ser assinadas pelo Delegado;
12.  Quando o policial for escalado sozinho, deve fazer requerimento denunciando o fato ao Ministério Público Estadual local (trazer cópia no Sindpol).

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS