Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol ajuíza ação para garantir que Estado forneça EPIs e libere de trabalhar os PCs do grupo de risco
Sindpol realiza ações para prevenção dos policiais civis com o Coronavírus (COVID-19)

Por Imprensa (sexta-feira, 20/03/2020)
Atualizado em 20 de março de 2020

Na tarde desta sexta-feira (20), o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), ajuizou ação, processo nº 0708126-66.2020.8.02.0001, que busca resguardar os policiais civis com a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, informa que a ação judicial visa a garantir aos policiais civis trabalharem com Equipamentos de proteção Individual (EPIs) nas delegacias, como o uso de álcool gel, máscaras e luvas, além da liberação de todos os policiais do grupo de risco (hipertensos, diabéticos, doenças respiratórias, com insuficiência renal crônica, doença cardiovascular e idoso acima de 60 anos), conforme orienta o Ministério da Saúde, os órgãos estaduais e municipais. “O Governo de Alagoas até o momento não fez essa liberação aos servidores da Segurança Pública”, denuncia o sindicalista.

Ricardo Nazário informa que o Sindpol realiza as ações com o intuito de salvaguardar a saúde dos policiais e seus familiares. “A missão de ser policial é muito difícil. É nesse momento de dificuldade que a população passa, como essa guerra contra o novo Coronavírus (COVID-19), que a categoria dos policiais civis se mostra mais uma guerreira, lutando para não deixar a população à mercê da própria sorte. Os servidores não receberam nenhuma orientação ou determinação de atendimento contingencial para os próximos dias. O trabalho dos policiais civis não para. É um trabalho essencial à sociedade as 24 horas do dia”, esclarece.

O dirigente destaca que a complexidade da função do policial, e o Sindpol que pleiteia a valorização pelo Governo do Estado, ou seja, o reconhecimento da importância desse profissional. “Quando a população é mais afetada, é que o Governo lembra do policial civil e diz que a categoria é essencial, que eles são diferenciados dos outros servidores”, disse.

Além da ação judicial, o Sindpol havia encaminhado ofício ao Delegado Geral solicitando providências urgentes. Também se reuniu-se com a delegada-geral Adjunta, Kátia Emanuelly na quinta-feira (19) e havia solicitado doação de kit de prevenção a empresa privada de saúde.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2020 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS