Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol classifica situação de delegacias como “ainda pior”

Por Imprensa (terça-feira, 20/03/2012)
Atualizado em 20 de março de 2012

O ano de 2012 ainda nem chegou no segundo semestre e as delegacias de polícia espalhadas por todo o Estado já apresentaram várias ocorrências, com fugas, interdições por condições estruturais e subumanas, além de apreensões de armas, telefones e drogas. Diante da atual situação, o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), que já havia feito um balanço das delegacias em 2011, classificou a atual situação como “ainda pior”.

Em dezembro de 2011, numa entrevista coletiva, o Sindpol apresentou um relatório parcial da situação das delegacias alagoanas. Após duas semanas de visitas, onde análises e fotos foram feitas, um resultado preocupante mostrou que boa parte das delegacias alagoanas não tem condições estruturais de receber presos ou realizar os serviços administrativos. Na oportunidade, as delegacias dos municípios de Anadia, Atalaia, Barra de Santo Antônio, Cacimbinhas, Japaratinga, Maragogi, Matriz do Camaragibe, Minador do Negrão, Palmeira dos Índios, Porto Calvo, Santana do Ipanema, São Luiz do Quitunde, Teotônio Vilela, além do 2º, 3º, 6º e 9º distrito de Maceió foram vistoriados e considerados inadequados.

A avaliação completa das delegacias foi finalizada no mês de fevereiro, mas ainda não foram divulgados o parecer final. Porém, o presidente do sindicato, Josimar Melo, já adiantou qual a situação real das delegacias após o relatório de 2011. “A situação está ainda pior. O relatório parcial foi apresentado em dezembro e de lá para cá, as coisas pioraram, as ocorrências em delegacias aumentaram. A situação é alarmante”, disse.

Neste período de três meses de 2012, o Sindpol já pediu a interdição de algumas delegacias do interior por falta de estrutura, casos de Santana do Ipanema, São Sebastião, Limoeiro de Anadia, São Miguel dos Campos e Campo Grande. Diante da atual situação das delegacias, o CadaMinuto questionou o presidente do Sindpol sobre as carceragens, que a pedido do delegado geral da PC, José Edson Freitas e o superintendente do sistema penitenciário, Carlos Luna, seriam fechadas e também sobre a atuação dos agentes de polícia que ficam “reclusos”, principalmente no interior, impedidos de exercer a função de investigadores de fato.

“Nós não somos a favor do fechamento das carceragens. Queremos que seja feito no interior, o mesmo que já existe em Maceió e Arapiraca. Separar as carceragens das delegacias e isso vai desafogar os agentes, que precisam investigar os casos. Sem policiamento não existe preso, se não tem preso não tem justiça, se não tem justiça não tem punição e se não tem punição, a gente vai continuar vivendo dessa forma perigosa e assustadora que vivemos”, afirmou.

Por conta da crise existencial das delegacias, nunca está descartada a possibilidade de manifestações a paralisações. Mas, o presidente do sindicato afirma que o trabalho de análises ás estruturas das delegacias continua, em paralelo com o as negociações de reajustes salariais e planos de cargos e carreira. Como não poderia deixar de ser, o Sindpol também criticou a postura do governo perante a situação considerada periclitante na segurança pública.

“Poderíamos generalizar, mas vamos falar do compromisso do governo com a segurança, falando das delegacias. É preciso ter um cuidado todo especial com esse setor. Nós estamos vendo a situação fugir do controle por conta da falta de decisões e isso precisa mudar”, finalizou.

Segue abaixo um levantamento, feito pelo CadaMinuto, dos acontecimentos em delegacias de polícia do Estado, com os registros em apenas 75 dias do ano de 2012.

Igaci – Interditada por estar em condições subumanas.

Pão de Açucar – Quadrilha invadiu a delegacia e fez um agente da PC de refém.

Santana do Ipanema – Duas fugas registradas.

Arapiraca – Jovem fugiu da delegacia de menores da cidade, mas foi capturado dias depois.

Cacimbinhas – Dois homens fugiram da delegacia e foram recapturados dias depois em Estrela de Alagoas.

Penedo – Celulares e armas foram apreendidas.

Batalha – Celulares Apreendidos

Delmiro Gouveia – Espetos, facas e drogas encontradas.

CadaMinuto – Paulo Chancey Júnior

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS