Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol cobra solução à superlotação de presos na Central de Flagrantes

Por Imprensa (quarta-feira, 28/05/2014)
Atualizado em 28 de maio de 2014

Diretores do Sindpol estiveram na Delegacia Geral para cobrar solução à superlotação de presos na Central de Flagrantes, na tarde desta quarta-feira (28), que quase vitimou um policial civil.

O Delegado Geral, Carlos Alberto Reis, disse ao presidente do Sindpol, Josimar Melo, que está se reunindo com o Tribunal de Justiça, o Ministério Público e o sistema prisional para resolver definitivamente o problema.

O Delegado Geral informou também que a situação chegou ao limite e está buscando a retirada de todos os presos da Central.

Uma nova reunião do Sindpol com o Delegado Geral ficou marcada para a tarde desta quinta-feira (29), na Delegacia Geral. Josimar Melo aguarda a solução definitiva da superlotação. Caso nada seja definido, o Sindpol tomará as medidas cabíveis.

Superlotação

A Central de Flagrantes chegou a ficar com 46 presos em três celas, quando deveria permitir, no máximo, três detentos por cela e no prazo máximo de 24 horas. Na madrugada da quarta-feira, um preso fingiu estar doente para tentar fugir. Um policial civil foi socorrê-lo e quase foi estrangulado pelo detento.

O Sindpol vem sempre denunciando as precárias condições de trabalho na Central e cobra a retirada dos presos no local. Além da Central não apresentar as devidas condições, os policiais civis sofrem com o desvio de função, já que é de responsabilidade do sistema prisional a custódia de presos.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS