Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol defende valorização e estímulo à carreira policial à Conseg

Por Imprensa (terça-feira, 24/09/2013)
Atualizado em 24 de setembro de 2013

Conselheiro colhendo depoimento do presidente do Sindpol, Josimar Melo

O Sindpol foi convocado pelo Conselho Estadual de Segurança Pública para tratar da Central de Polícia, na última sexta-feira, após ameaça de que a entidade sindical iria interditar o local por conta das precárias estruturas de funcionamento e superlotação de presos.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, foi recebido pelo conselheiro Ricardo Melro, que fez perguntas sobre o funcionamento da Central. O sindicalista entregou o Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCSS), destacando que a categoria necessitava de uma política de valorização e estímulo para a carreira policial, principalmente, os policiais civis que trabalham no interior.

O conselheiro quis saber se  é possível um policial trabalhar 24 horas e folgar 72 horas depois. Josimar respondeu que sim e destacou que a maioria está no plantão para tomar conta do prédio, que possui presos temporários.

O sindicalista informou que não existe armamento para todos os policiais civis. Disse que a vinda da Força Nacional causou uma sensação de discriminação aos policiais locais, posto que a remuneração chega a ser cinco vezes maior do que a dos estaduais.

Informou que a Central de Polícia fica em uma localidade longe, o que dificulta o acesso da população. Josimar Melo defendeu as delegacias funcionando 24 horas nos bairros. E entregou um relatório das condições precárias e insalubre das delegacias do interior de Alagoas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS