Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol denuncia: “a cada três horas uma pessoa é assassinada em AL”

Por Imprensa (quarta-feira, 21/03/2012)
Atualizado em 21 de março de 2012

Nas atividades de vigília dos policiais civis, para garantir a negociação sobre o Plano de Carreira, o Sindpol denunciou o alto índice de violência em Alagoas.

De acordo com os números obtidos pelo sindicato, já foram assassinadas em dois meses e 20 dias, 532 pessoas. O alto índice revela que a cada três horas, um alagoano é assassinado.

No total de cinco anos e dois meses, já foram assassinadas 11.046 pessoas em Alagoas. O diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias, alertou que o número tende a piorar, explicando que a Secretaria de Defesa Social está planejando acabar com 75% das delegacias de Polícia Civil. “Se os números já são altos, imagine quando eles puserem a proposta em prática. Com certeza, esses números dobrarão”, afirmou.

O sindicalista também cobra a apuração pelo Ministério Público das denúncias de desvios de quase um bilhão de reais nas secretarias da Educação, Defesa Social, Segesp e na Assembleia Legislativa em Alagoas.

Mostrando a diferença dos números da violência, o diretor de Planejamento do Sindpol, Stélio Pimentel Jr, destacou que o estado de Sergipe soluciona 75% da criminalidade e aparece  em 12º no ranking dos estados mais violento, enquanto Alagoas ocupa o primeiro lugar. De acordo com ele, a diferença é por conta dos investimentos no serviço público e na valorização dos profissionais. “Em Sergipe, todos os setores econômicos, inclusive o sucroalcooleiro, pagam impostos, muito diferente daqui”.

O sindicato está acompanhando os números de homicídios, observando a evolução de quase de 10% do aumento da violência em relação ao ano passado.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS