Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol esclarece PCCS aos policiais civis

Por Imprensa (sexta-feira, 1/11/2013)
Atualizado em 1 de novembro de 2013

O Sindpol esclareceu a proposta de Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) aos policiais civis da Central de Flagrantes e do 8º Distrito Policial, na última quinta-feira (01).

Em todas as reuniões, os policiais puderam tirar dúvida sobre a proposta do PCCS que está sendo concluída com o Governo do Estado. O presidente do Sindpol, Josimar Melo, ressaltou que, assim que as negociações se encerrarem e a proposta de realinhamento definida, o sindicato levará para apreciação da categoria em assembleia geral.

O sindicalista destacou que existe uma grande distância entre o que o Sindpol quer, e o que o governo oferece. “A nossa correlação de força não foi o suficiente para termos o PCCS que gostaríamos. Infelizmente, o Plano passou por várias modificações. Mas é uma proposta muito boa para a categoria que conquistará a progressão vertical, que valorizar ainda mais o conhecimento”, revelou.  Ele destacou que, mesmo sendo aprovado, o sindicato continuará mantendo a mobilização para modificações da proposta. Ele citou como exemplo o Plano de Cargos e Salários dos servidores do Judiciário Federal que já passou por quatro modificações em lei, e o sindicato da categoria está lutando pela quinta revisão do seu Plano.

Na proposta de realinhamento, o policial não precisará ter nível superior para estar na Classe D. Mas para efeito de progressão vertical, será necessário do curso superior e de pós-graduação.

O diretor de Planejamento Stélio Pimentel Jr explicou que o policial terá que fazer 120 horas para ascender de uma classe a outra a cada cinco anos. E destacou que os cursos realizados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) são aproveitados para a progressão. O PCCS possui oito Classes (A, B, C, D, E, F, G e H) e quatro Níveis (1, 2, 3, 4).

Para a progressão vertical, as pós-graduações são acumulativas. Para o policial ir para o Nível 2 é preciso ter cinco anos de carreira e um curso de especialização, para o Nível 3 é necessário dez anos de carreira e curso de mestrado ou dois cursos de especialização, e o Nível 4, quinze anos e curso de doutorado ou três de especialização. Isso quer dizer que para chegar ao final da progressão vertical, se o policial não tiver o doutorado, terá que fazer ao total de seis pós-graduação.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS