Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol negocia Piso e PCCS com o governo

Por Imprensa (quarta-feira, 19/03/2014)
Atualizado em 19 de março de 2014

O Sindpol se reuniu com o secretário de Gestão Pública, Alexandre Lajes, na tarde da terça-feira (18), para mais uma rodada de negociação. No encontro, o sindicato cobrou a inclusão dos aposentados no Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCCS), a melhoria do piso salarial de R$ 3.368,86 (para abril de 2015) e a isonomia das progressões vertical e horizontal dos policiais civis recém-nomeados.

O secretário Alexandre Lajes disse que as negociações se esgotaram, na última sexta-feira (14), com o governador Téo Vilela. Ele destacou a preocupação com o prazo para aprovação na Assembleia Legislativa devido à legislação eleitoral.

Aposentados

O Sindpol e secretário se divergiram quanto à inclusão dos aposentados no PCCS. O sindicato defendeu o reposicionamento da carreira dos inativos. Para Lajes, os aposentados não podem progredir na carreira. O diretor de Planejamento, Stélio Pimentel Junior, mostrou um artigo da Lei nº 6.276 de 2001, que se referiu ao reenquadramento dos aposentados, bem como outros.

Na reunião, ficou definido que a secretária Adjunta, Ricarda Calheiros, que também participou da reunião, irá se reunir, nesta quarta-feira (19), com a procuradora de Estado, do Gabinete Civil, Fátima Medeiros, para encontrar uma alternativa ao pleito da categoria. A procuradora de Estado tem sido contrária à inclusão dos aposentados no Plano.

O Sindpol aguarda retorno do governo para repassar aos policiais civis na assembleia geral, que será realizada nesta quarta-feira (19), a partir das 14 horas, no Clube dos Sargentos da Polícia Militar, localizado no Trapiche da Barra. A categoria irá definir o rumo da mobilização.

Vigília na Segesp

Os policiais civis passaram o dia todo em frente à Secretaria de Gestão Pública (Segesp), aguardando o resultado da reunião. Na mobilização, a categoria faz panfletagem. Cobrou a revogação dos decretos23.115/2012, 23.116/2012 e 23.117/2012, que isentam os usineiros a pagar R$ 7 milhões de impostos ao mês ao Estado.

Após a reunião com o secretário, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, relatou o resultado da reunião, convocando a categoria para participar da assembleia geral.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS