Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol participa da sessão pública que homenageia policiais mortos em serviço

Por Imprensa (quinta-feira, 26/02/2015)
Atualizado em 26 de fevereiro de 2015

10345931_612630368836622_4472705421973262124_nEntidades representativas dos profissionais de segurança pública, como o Sindpol, participaram de uma sessão pública, na quinta-feira (25), na Assembleia Legislativa de Alagoas que homenageou os policiais mortos no exercício da função.

Na sessão, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, solicitou o apoio da Assembleia Legislativa na aprovação do piso nacional (PECs 300/2008 e 446/2009), que tramita no Congresso Nacional, apoio na regulamentação da Lei Estadual 6.035/1998 do Seguro de vida dos policiais, na aprovação da PEC 51/2013, que trata da reforma organizacional das Polícias do Brasil com carreira única, ciclo completo e desmilitarização da PM.

Destacou que os poderes do Executivo, Judiciário e Ministério Público não apontaram os responsáveis pela explosão da Deic que vitimou fatalmente a policial civil e sindicalista Amélia Dantas, bem como o autor do crime contra o policial José dos Santos que foi encontrado morto, queimado na mala do seu automóvel em Igaci.

O presidente do Sinpofal, Jorge Venerando, parabenizou os profissionais da Polícia Civil, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, os Agentes Penitenciários, os Guardas Municipais, que tiveram suas vidas ceifadas pela segurança pública. Ressaltou a importância da PEC 51 de 2013 e solicitou o apoio na aprovação do PL 8358 de 2014, que torna crime hediondo os crimes contra policiais.

O deputado estadual Rodrigo Cunha ressaltou a importância da sessão para as famílias das vítimas, destacando que é um defensor dos direitos das vítimas. Ele revelou que há carência de legislação que ampare os familiares das vítimas.

O deputado Francisco Tenório disse que já foi ameaçado e perseguido por ser profissional da segurança pública. Ele informou que é autor de lei do seguro de vida, que não teve atualização do valor desde da sua publicação. O delegado se manifestou interesse em revisar a lei.

Na sessão, o vice-presidente do Sindpol, Edeilto Gomes, homenageou os policiais que morreram defendendo a segurança pública. “O policial civil Anderson Lima tinha gratificação, diárias e adicionais noturnos, e a família teve sua renda cortada pela metade após a morte do companheiro. É importante que o seguro seja regulamentado. A sociedade alagoana precisa perceber a importância desses profissionais”, disse. O sindicalista citou aos itens da pauta de reivindicações dos policiais civis, como a implantação do piso salarial de 60% da remuneração dos delegados.

Os familiares da agente de polícia e sindicalistas Amélia Dantas, e do escrivão José Santos participaram da sessão. Josimar Melo informou aos parentes que irá cobrar uma reunião com o Delegado Geral, Paulo Cerqueira, para tratar do andamento dos inquéritos.

A filha da Amélia, Mayara Dantas, destacou a importância da homenagem, que faz com que os policiais mortos não fiquem esquecidos.

Na homenagem, os deputados e sindicalistas entregaram um Certificado In Memoriam de Honra ao Mérito aos parentes dos profissionais de segurança pública.

Das entidades, participaram o Sindpol-AL, o Sinpofal-AL, o Sindapen-AL, o Sindguarda-AL, a ASSMAL, a ABMAL e a ACS-AL.

1503389_612629392170053_7253628317369870331_n 10352975_612629922170000_5865950625535194473_n 10363250_612630205503305_6124899417032206786_n 10406799_612629348836724_816503491836664189_n 10407331_612628928836766_8106191365697504268_n 10525849_612630105503315_558371923271270789_n 10995609_612630792169913_4210832702684598026_n 11008060_612629885503337_71829365906957017_n 11021060_612629135503412_8760189309014729782_n 11021111_612630528836606_3183841328030693605_n

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS