Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol presta apoio ao policial e sua esposa no Ministério Público

Por Imprensa (quarta-feira, 23/11/2011)
Atualizado em 23 de novembro de 2011

Data: 23/11/2011


O presidente do Sindpol, Josimar Melo, acompanhou o policial civil Benedito Pereira e sua esposa Aliete Silva, no Ministério Público, na tarde da quarta-feira (22), para relatar as agressões sofridas por eles durante a “Carreata da Paz”, realizada pelos Conselheiros Tutelares.


No percurso da carreata, os manifestantes entraram na rua em que mora o casal e jogaram pedras quebrando a vidraçaria da casa do policial.


O casal vem sofrendo provocações do conselheiro tutelar Paulo Jorge, desde que a filha da vizinha, que é maior de idade, bateu na enteada do policial, que é menor de idade. A vizinha do policial é amiga do Conselheiro, e este ficou do lado da maior de idade.


O policial fez um Boletim de Ocorrência contra as agressões do Conselheiro, desmentindo a versão de que o mesmo teria puxado uma arma contra os manifestantes.


O presidente do Sindpol explicou toda a situação à promotora de Justiça Karla Padilha. Ela disse que as versões são contraditórias. Segundo a promotora, mais de dez conselheiros procuraram o órgão, acusando o policial de ameaças.


Josimar Melo informou que o Sindpol solicitou uma reunião com os representantes do Conselho Tutelar, da Delegacia Geral, além do sindicato como uma alternativa para pôr fim às provocações à família do policial. Padilha foi de acordo com a proposta do sindicato. Ela disse que  Benedito terá tempo para apresentar os documentos confirmando a sua inocência.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS