Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol solicita apuração de irregularidades do governo

Por Imprensa (quarta-feira, 13/04/2011)
Atualizado em 13 de abril de 2011

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) solicita apuração de denúncias ao Ministério Público da União sobre irregularidades no Governo do Estado.


Nas denúncias publicadas pelos meios de comunicação, o Sindpol cita o possível ato de improbidade causada pela prestação de serviços terceirizados de empresa sem licitação à Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas (Sesau), conforme foi noticiado no jornal Extra. De acordo com a matéria, a empresa de prestação de serviço Dinâmica Serviços Gerais e Reluzir Serviços Terceirizados (família do ex-deputado Alberto Sextafeira, então líder do governo) recebeu do órgão público cerca de 13,5 milhões.


A outra denúncia é o escândalo da Folha de Pagamento, conforme denúncia também no jornal Extra de que a empresa Poligraph-Sistemas e Representações Ltda, responsável pelo processamento da folha de pagamento, denominada Integra, faturou mais de R$ 1,6 milhão, e, em menos de três meses, milhares de serviços ficaram sem receber salários por conta das falhas apresentadas ao novo sistema. Os servidores continuam sem acesso ao contracheque e muito deles estão impossibilitados, inclusive, de tirar empréstimos às redes bancárias por conta do caos na folha de pagamento.


O Sindpol também cobra apuração da denúncia publicada no jornal Gazeta de Alagoas referente ao contrato de R$ 5,278 milhões com a empresa Macroplan – Prospectiva, Estratégia e Gestão para prestação de serviço de assessoramento.


“O discurso do governo é que não há lastro financeiro para investimento nos serviços públicos. Esse argumento, ao que tudo indica, não é verídico, pois, se fosse não haveria essa enxovalhada de denúncias de atos de improbidade e corrupção em plena luz do dia, a exemplo das denúncias citadas como também o inchaço da máquina pública com cargos comissionados. O Sindpol teme que isso seja apenas aponta de um iceberg de corrupção o qual levará Alagoas para onde já está mais profundamente – no fundo do poço”, indaga o diretor Financeiro do Sindpol, Antonio Zacarias.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS