Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol tira dúvida de policiais civis de Arapiraca

Por Imprensa (quinta-feira, 19/09/2013)
Atualizado em 19 de setembro de 2013

O Sindpol voltou a realizar reunião com os policiais civis que trabalham nas delegacias regionais e cidades adjacências de Alagoas. A primeira reunião aconteceu na quarta-feira (18), na Central de Polícia da cidade de Arapiraca.

No encontro, o presidente do Sindpol, Josimar Melo, os vice-presidentes, Edeilto Gomes e Carlos José, puderam informar o andamento das mobilizações pela implantação do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) e pela aprovação da Emenda Aglutinativa n٥ 02 das PEC 300/2008 e 446/2009, que tratam da criação do piso nacional dos policiais civis, dos militares e do Corpo de Bombeiros.

Josimar Melo convidou os policiais civis para participarem dos atos públicos pelo PCCS, destacando a importância da presença da categoria para pressionar o Governo do Estado a apresentar a proposta de realinhamento do PCCS. O presidente também disse que o Plano já estava pronto, mas precisava ser instruído pela Segesp. “É importante o apoio dos policiais de Arapiraca nessa luta. Já conquistamos mais de 30% aumento salarial este ano graças a unidade da categoria que deverá estar presente nos atos públicos. O Sindpol sozinho não irá conseguir”, alertou.

O vice-presidente destacou a saúde dos policiais civis, que necessita de vários fatores como emprego, alimentação, moradia, lazer, educação para estarem bem. Disse que a categoria está doente. “Por conta do trabalho, não damos atenção a nossa família e aos nossos filhos”.

O policial civil também ressaltou o cenário favorável com a realização da Copa do Mundo. “A imagem do Brasil está em jogo. Teremos a oportunidade de conquistar um salário digno”.

Questionado sobre a aposentadoria especial, Josimar Melo informou que o entrave é a procuradoria do Gabinete Civil que não aceita a paridade salarial, apenas a integralidade. O sindicalista ressaltou que existe um parecer da Procuradoria Geral do Estado reconhecendo a integralidade e a paridade dos policiais civis nomeados antes da reforma da Previdência em 2003.

Os encontros serão oportunidades para os policiais civis estarem junto sindicato, debatendo as dificuldades, os anseios, além de definição de propostas que poderão resolver as dificuldades da categoria.

Sindpol também teve a oportunidade de estar mais próximo à categoria, informando a categoria a mobilização, bem como os inserindo-a nas lutas.

Precária condições

Na Central de Polícia, o Sindpol encontrou 12 presos divididos em duas celas. Uma das celas, que funcionava como banheiro, foi adaptada para receber mulheres. Atualmente, existem quatro delegacias (52º DP, 53 º DP, 55 º DP e 55 º DP) e apenas uma impressora. Metade toda a instalação elétrica está com as lâmpadas queimadas.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS