Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol trata da retirada de presos com Promotor de Justiça

Por Imprensa (terça-feira, 10/12/2013)
Atualizado em 10 de dezembro de 2013

O Sindpol voltou a se reuniu com o promotor de Justiça Flávio Gomes da Costa Neto, do Controle Externa da Atividade Policial, no início da tarde desta terça-feira (10), para tratar da retirada de presos das delegacias de Maceió.

O presidente do Sindpol, Josimar Melo, informou sobre o ato público de retirada das grades das delegacias e se comprometeu a entregar um documento com informações e imagens das carceragens das delegacias de Maceió.

O promotor de Justiça havia produzido um expediente encaminhado ao secretário de Defesa Social, Dário César, informando que ele constatou as precárias estruturas da Central de Flagrantes e a superlotação de presos. Ele deu prazo de 30 dias para que os detentos fossem retirados das delegacias de Maceió. No documento, Flávio Gomes informou que não havia lei atribuída a custódia de presos à Polícia Civil. O prazo se encerrou, e a maioria dos presos foi retirada da Central de Flagrantes. O promotor de Justiça se manteve como parceiro das reivindicações do Sindpol em benefício da segurança pública.

O presidente do Sindpol também solicitou a retirada de materiais de apreensão nas delegacias de polícia, como motocicletas, caca niqueis, automóveis e outros objetos que se acumulam nas repartições. Esses materiais acabam acumulando lixo, poeira, insetos e ratos, provocando doença aos policiais e a comunidade.

O promotor de Justiça também marcou uma reunião com o Procurador Geral de Justiça, Sérgio Jucá, para a próxima terça-feira (17), às 15 horas, no Ministério Público, para que o sindicato trate da retirada de presos nas delegacias do interior.

Para essa reunião, o Sindpol deverá entregar um relatório ao chefe do Ministério Público.

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS